Com Leal na torcida, Sada Cruzeiro perde para o Brasil em amistoso

Time celeste, desta vez, não superou a seleção e caiu por 3 sets a 1, no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte

iG Minas Gerais | FREDERICO RIBEIRO |

Esportes - Belo Horizonte - MG
Jogo entre Sada Cruzeiro e Selecao Brasileira

FOTO: FERNANDA CARVALHO / O TEMPO - 01.05.2014
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Esportes - Belo Horizonte - MG Jogo entre Sada Cruzeiro e Selecao Brasileira FOTO: FERNANDA CARVALHO / O TEMPO - 01.05.2014

Para honrar o Dia do Trabalhador os jogadores do Sada Cruzeiro foram para as quadras pelo segundo dia consecutivo. Perto da estreia no Mundial de Clubes a ser disputado em Belo Horizonte, os atletas celestes fizeram mais um amistoso contra a Seleção Brasileira, na tarde desta quinta-feira. Apesar do bom começo, o Sada acabou derrotado por 3 sets a 1 no Ginásio Mineirinho.

A grande ausência da atividade preparatória foi o ponteiro Leal, que torceu o tornozelo no primeiro amistoso, ainda no primeiro set. Mas o jogador acabou fazendo exames que não constataram nenhuma lesão grave. O cubano esteve no Mineirinho para ver os companheiros em ação, usando uma bota de imobilização no local da contusão. Apesar de ser a baixa desta quinta-feira, Leal tem grandes chances de se recupera a tempo da estreia no Mundial de Clubes contra o Guaynabo Mets, de Porto Rico, na próxima segunda-feira.

Sem usar força máxima para os dois duelos diante do Sada Cruzeiro, o Brasil mostrou um outro vôlei nesta quinta-feira e surpreendeu os atuais campeões da Superliga. Contudo, o técnico Marcelo Mendez deve ter ficado com uma análise positiva dos dois amistosos, já que sua equipe titular rendeu muito bem no primeiro set.

Com parciais de 25/16, 26/28, 25/27 e 21/25, a Seleção teve apenas dois titulares que deverão estar na Liga Mundial (estreia no dia 23 de maio) em quadra: o oposto Leandro Vissotto e o líbero Mário Jr. Os dois treinadores (Rubinho, auxiliar de Bernardinho, comandou o Brasil) repetiram a escalação de quarta-feira no set inicial, mas depois promoveram o rodízio na equipe para dar ritmo a outros atletas.

O Sada começou o jogo de forma intensa, aplicando a maior diferença na pontuação dos dois jogos, ao vencer o primeiro set por nove pontos de diferença, mas acabou diminuindo o ritmo. Mendez pôde testar Luis Diaz no lugar de Leal e também aplicou ritmo e entrosamento para a formação alternativa da equipe nos sets finais.

Quinto set quase infinito. Como era apenas um amistoso para as duas equipes ganharem ritmo, o quinto set foi disputado mesmo com o placar já decido para o Brasil, repetindo a mesma opção das duas equipes no primeiro amistoso. Times alternativos dos dois lados, muito equilíbrio, set se arrastando, mas o Brasil ampliou a vantagem no placar com uma vitória de 36 a 34.

Leia tudo sobre: sada cruzeiroraposavoleiseleção brasileiramineirinho