Polícia holandesa prende 30 ativistas do Greenpeace

Grupo tentou impedir um petroleiro russo de descarregar petróleo do Ártico no Porto de Roterdã

iG Minas Gerais | Da Redação |

A polícia holandesa prendeu nesta quinta-feira (1°) 30 ativistas da organização ambientalista Greenpeace, incluindo o comandante do barco Rainbow Warrior, Pete Willcox, quando tentavam impedir um petroleiro russo de descarregar petróleo do Ártico no Porto de Roterdã.

“O comandante foi preso e o barco [Rainbow Warrior] foi levado para outro lado", disse o porta-voz da polícia holandesa Roland Eckers.

Os 30 ativistas foram detidos por invasão e por usarem barcos infláveis para impedir o petroleiro russo de atracar no porto holandês. “Eles escalaram uma cerca para impedir que o navio atracasse e vários outros que tentavam também impedir o petroleiro em pequenos barcos foram presos”, disse Eckers.

O barco Rainbow Warrior é o mesmo que no ano passado foi apreendido pelas autoridades russas por ter promovido protestos contra a exploração de petróleo no Ártico.

Pelo Twitter, o Greenpeace informou que, apesar da detenção dos ativistas, a campanha para combater a exploração de petróleo no Ártico está “apenas começando”.

Leia tudo sobre: Greenpeaceativistaspolícia holandesa