Recorde nas mãos do goleiro Fábio

Arqueiro celeste se tornou o quarto jogador que mais vestiu a camisa azul e vislumbra mais feitos

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Apesar de ver o título próximo, Fábio trata reta final do Brasileiro com total seriedade
WASHINGTON ALVES/ TEXTUAL
Apesar de ver o título próximo, Fábio trata reta final do Brasileiro com total seriedade

Vestir a camisa de um clube, beijar o escudo e prometer honrar as cores da agremiação. Hoje em dia isso é fácil. Difícil mesmo é permanecer por muito tempo em determinada equipe.

Antigamente, essa era uma rotina muito comum no futebol brasileiro e os atletas dedicavam toda sua carreira, praticamente, a um só time. Na atualidade, a história é bem diferente. Raros são os casos de jogadores que alongam compromissos com apenas uma agremiação ou permanecem nela por longa data.

Em Minas Gerais existe um bom exemplo: o goleiro cruzeirense Fábio.

No time azul desde 2005, depois de sair e ficar um período no Vasco da Gama – entre 2000 e 2004 –, Fábio segue escrevendo sua história no Cruzeiro. Após o jogo dessa quinta-feira (30), contra o Cerro Porteño-PAR, o arqueiro atingiu a marca de 557 partidas pela Raposa e se tornou, ao lado do lendário Raul Plassmann, o quarto jogador que mais vestiu a camisa estrelada.

“Não existe um confronto, ninguém está disputando ou competindo quem é que terá mais jogos no currículo. Eu fiz a minha parte, 557 jogos, e o Fábio baterá esse recorde. O mais importante de tudo é ele seguir jogando em alto nível, coisa que ele vem fazendo. O número de partidas é importante e, se ele joga há tanto tempo, é por que faz boas partidas pelo Cruzeiro”, enfatizou Plassmann. Ao lado de Raul, Fábio é o goleiro que mais vezes vestiu o manto estrelado.

“Um fato muito especial. Acho que o Raul é uma das referências da história vitoriosa do Cruzeiro. Agora, o importante é sempre manter um bom nível. Assim, com certeza, vou seguir ajudando o clube. Isso é que é o mais importante”, analisou o novo recordista.

À frente de Fábio e Raul Plassmann na lista dos atletas com maior número de jogos vestindo o manto estrelado estão: Zé Carlos (633 partidas), Dirceu Lopes (610 jogos) e Wilson Piazza (566 participações).

“O Fábio pode ser o recordista de atuações, em presença em campo pelo Cruzeiro, pois tem um bom tempo para jogar. Certamente ele vai passar o Zé Carlos, o Dirceu Lopes e o Piazza. Ele está encostando nessa turma boa e eu fico feliz por ele, que até poderia ser mais lembrado na seleção brasileira”, completou o ex-goleiro celeste.

Levando-se em conta que Fábio fica poucas vezes fora do time titular do Cruzeiro, ele pode se tornar o recordista de jogos pela equipe estrelada e ultrapassar, em 2015, a Zé Carlos, o primeiro da lista.

Leia tudo sobre: fábio; recorde; cruzeiro