Opinião

iG Minas Gerais |

Tempo ruim para os usuários da saúde de Betim, que têm dificuldade para conseguir medicamentos pelo SUS. Enquanto a prefeitura pagou R$ 43 mil de remédios para o ex-secretário Carlos Abdalla, que faz tratamento em um dos hospitais mais caros do país, muitos pacientes carentes não conseguem remédios, inclusive para câncer.

Tempo ruim para a proposta de reajuste feita pelo governo ao funcionalismo. Sindicatos contestam o índice e afirmam que o parcelamento do reajuste resulta em perda de ganho real. Se a proposta de 3% em abril e 4% em agosto for mantida, os servidores, em 12 meses, receberão só 5,6% de reajuste.

Tempo ruim para os agentes de saúde, que tiveram os dias de greve descontados no salário, apesar de a paralisação ter sido considerada legítima pela Justiça.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave