Grêmio é eliminado da Libertadores nos pênaltis

Tricolor gaúcho venceu por 1 a 0 e levou a decisão para os pênaltis, mas Barcos e Maxi Rodríguez erraram

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Barcos foi vilão do jogo ao perder pênalti dentro de casa
Grêmio/Divulgação
Barcos foi vilão do jogo ao perder pênalti dentro de casa

Depois de vencer o jogo por 1 a 0, o Grêmio acabou sendo eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores ao perder a disputa de pênaltis para o San Lorenzo por 4 a 2, em casa, na Arena, em Porto Alegre, nesta quarta-feira. Assim, o time argentino se classificou às quartas de final do torneio continental.

Após deixar o Botafogo para trás na fase de grupos e eliminar o Grêmio nas oitavas de final, o San Lorenzo agora terá pela frente outro clube brasileiro. Na próxima fase, vai enfrentar o Cruzeiro, que venceu o Cerro Porteño por 2 a 0 em Assunção depois de ter empatado por 1 a 1 em Belo Horizonte.

Como tinha vencido o primeiro jogo por 1 a 0, o time argentino montou um esquema defensivo para segurar o empate ou explorar o contra-ataque. Não conseguiu, mas soube definir nas penalidades, quando Néstor Ortigoza, Mauro Matos, Nicolas Blandi e Julio Buffarini converteram suas cobranças. Pelo Grêmio, Riveros e Rodriguinho marcaram, mas Barcos e Maxi Rodriguez desperdiçaram suas cobranças. Diante disso, não houve necessidade da quinta cobrança para nenhum dos times.

Em raros momentos do jogo o Grêmio conseguiu se desvencilhar da implacável marcação dos argentinos. Ao longo do primeiro tempo, Dudu tentou algumas vezes entrar a dribles na defesa adversária. Passou por um, dois, eventualmente três marcadores, mas sempre acabou travado por alguém na cobertura. Um movimento feito no final da etapa acabou sendo um retrato do jogo. Com todos os jogadores vigiados, o Grêmio se viu obrigado a trocar passes para trás e voltou da intermediária adversária até sua área para reter a bola.

Mesmo diante do bloqueio e da cera do San Lorenzo, o Grêmio poderia ter marcado cedo. Aos dez minutos, Dudu deixou Barcos livre e o atacante encobriu o goleiro, mas o zagueiro Julio Buffarini chegou a tempo de salvar na linha do gol, afastando a bola para escanteio. Aos 38, Barcos, de novo, passou entre dois zagueiros, ficou livre de novo e concluiu. No reflexo, o goleiro Sebastian Torrico consegui afastar a bola com o ombro.

No segundo tempo, o Grêmio conseguiu acelerar um pouco o jogo, mas seguiu esbarrando na muralha montada pelo técnico Edgardo Bauza na área do San Lorenzo. Aos oito minutos, em rara falha da defesa, a bola sobrou para Barcos, que emendou de sem-pulo para a defesa do goleiro. Aos 21, após cobrança de falta, Pedro Geromel desviou de cabeça, mandando a bola na trave. Aos 24, Dudu entrou na área livre e chutou. Sebastián Torrico estava atento e defendeu mais uma.

A pressão do Grêmio acabou dando resultado aos 38 minutos, em jogada coletiva. Lucas Lucas Coelho lançou Rodriguinho, que, da ponta direita, cruzou para a cabeçada certeira de Dudu. Era o gol necessário para levar a decisão para os pênaltis. Mas o Grêmio desperdiçou duas cobranças e acabou sendo eliminado pelo San Lorenzo.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 1 (2) x (4) 0 SAN LORENZO

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Pará (Lucas Coelho), Werley, Pedro Geromel e Wendell; Edinho, Riveros, Zé Roberto (Rodriguinho), Luan (Maxi Rodriguez) e Dudu; Barcos. Técnico: Enderson Moreira.

SAN LORENZO - Sebastián Torrico; Julio Buffarini, Carlos Valdés, Santiago Gentiletti e Emmanuel Más; Héctor Villalba (Gonzalo Prosperi), Juan Mercier, Néstor Ortigoza e Ignacio Piatti; Ángel Correa (Fernando Elizari) (Nicolas Blandi) e Mauro Matos. Técnico: Edgardo Bauza.

GOL - Dudu, aos 38 minutos do segundo tempo. CARTÕES AMARELOS - Pará, Edinho e Zé Roberto (Grêmio); Julio Buffarini e Santiago Gentiletti (San Lorenzo). ÁRBITRO - Roberto Silveira (Fifa/Uruguai). RENDA - R$ 2.394.936,00. PÚBLICO - 44.042 pagantes (47.244 no total). LOCAL - Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Leia tudo sobre: gremiosan lorenzolibertadoreseliminado