Obras só vão terminar no fim deste mês

iG Minas Gerais | pedro vaz perez |

 BHTrans alega que criou vagas em vias laterais
ALEX DE JESUS/O TEMPO
BHTrans alega que criou vagas em vias laterais

Lojistas da avenida Pedro II, na região Noroeste de Belo Horizonte, estão apreensivos com o futuro de seus negócios em função das obras viárias que ocorrem nas portas dos seus comércios. A previsão é que as obras terminem em 30 de maio. Presidente da Associação de Proprietários e Comerciantes da Região Noroeste, Lucas Júnior ressalta que cerca de 20 comerciantes já saíram da região em função dos transtornos e que ainda não há consenso sobre a aprovação das intervenções.

“Muitos temem a dificuldade de acesso às lojas pela falta de vagas e pelo fechamento de vias. Já outros estão esperançosos de que os novos abrigos de ônibus aumentem o movimento e tragam segurança”, afirmou Lucas Júnior, que tem uma clínica veterinária na via.

“O funcionamento das lojas vai ficar ruim demais, pois não terá vaga na porta nem para carga e descarga de mercadorias. Já ouvi relatos de outros colegas que tiveram prejuízos e estou me preparando para uma queda de 60% no faturamento. Se a situação não melhorar nos três próximos meses, vou procurar outro ponto para meu comércio”, afirma Fábio Braga, 38, dono de loja de peças na via. As máquinas começaram a trabalhar na frente do estabelecimento dele há dois dias.

A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) informou que as vagas de estacionamento e de carga e descarga foram remanejadas para as vias transversais.

Entenda. De acordo com a Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), as intervenções – que ainda incluem fechamento de vias transversais, recapeamento da pista, alinhamento de passeios e canteiro – estão sendo feias para adequar a via para a futura implantação de um novo sistema de transporte, ainda indefinido, conforme a BHTrans.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave