Prefeitura nega irregularidades

iG Minas Gerais |


TAC foi assinado na gestão da prefeita Marília Campos (PT)
ALISSON GONTIJO
TAC foi assinado na gestão da prefeita Marília Campos (PT)

Procurada para falar da multa e do cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta, a Prefeitura de Contagem informou que não existe nenhum concurso em vigor para que sejam nomeados os servidores que são contratados por Recibo de Pagamento de Autônomo (RPA).  

Por meio de assessoria, o Executivo contagense assegurou que não sabe de irregularidades na atual gestão. “Não podemos nomear porque não existe concurso aberto. De qualquer forma, ainda não temos a decisão em detalhes. A notificação foi feita, mas o documento não chegou”, informou.

No entanto, Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde de Contagem (Sind-Saúde) contesta a administração municipal. Segundo a organização, o último concurso realizado foi em 2012, com validade até junho deste ano.

A assessoria da prefeitura não soube informar sobre audiência do atual secretário de Saúde de Contagem, Ronaldo Tadeu dos Santos, com o Ministério Público. O TEMPO ligou na tarde de ontem para o celular da ex-prefeita Marília Campos – chefe do Executivo entre 2004 e 2012, período que abarcou as irregularidades que levaram a multa – mas o número tocava até cair na caixa postal. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave