Uma SUPER notícia

iG Minas Gerais |

Hélvio
undefined

Era feriado quando viajamos para uma praia tranquila no litoral do Rio de Janeiro. Aproveitei o sossego do local debruçando-me sobre livros, enquanto meu marido, sentado à mesa da varanda, fazia projetos. Rabiscava de um canto, anotava de outro, fazia contas. Naquela mesa, estudava a viabilidade do projeto, seus riscos, desafios e propostas. De volta para casa, a decisão já estava tomada. Foi dado, assim, o primeiro passo em direção ao surgimento do “pequeno grande” jornal “Super Notícia”. Quis saber minha opinião. Como sempre acreditei e entrei de cabeça nas suas ideias, adorei! Sabia da importância de se criar um jornal em nosso Estado que desbravasse o mundo da leitura “popular”. Um segmento em que os leitores das camadas mais humildes encontrassem voz e espaço. Uma leitura simples, facilitada pelo adensamento do noticiário, selecionado de maneira a fornecer um conteúdo não apenas agradável, mas, principalmente, útil. E foi no Dia do Trabalhador, 1º de maio de 2002, que ele nasceu. Chegou sem festas e alardes. Discreto e humilde, como a maioria dos seus leitores. De formato tabloide, adotado pelos maiores diários do mundo, simplesmente foi colocado nas bancas, sem sequer uma propaganda ou investimento em marketing. Cresceria por si só. Com o passar do tempo, aos poucos, foi sendo descoberto pela nova gama de leitores. O “jornalzinho” de preço acessível e notícias variadas começava a agradar. Desde que o “Super” surgiu, da moça do cafezinho aos diretores, todos viraram fiéis “torcedores”, comprometidos com o crescimento e o sucesso do nosso tabloide. Na Sempre Editora (responsável pelos jornais “Super Notícia”, O TEMPO e “Pampulha”), a cada meta atingida, era uma festa. Depois, novas medidas foram tomadas, como maior exposição do produto, mais seções, aumento da circulação e dos classificados, melhorias editoriais, preço ainda mais acessível e diversas promoções. Assim, o “Super” disparou de forma crescente. Debaixo do braço ou estendido entre mãos calejadas, passou a preencher o panorama de Belo Horizonte e de mais de 500 municípios. Quebrou todas as barreiras e os recordes, impondo-se como o jornal diário mais lido no país e desbancando, até mesmo, 24 anos da tradicional e ótima “Folha de S.Paulo”. Um diário popular que conquistou todos, com cerca de 300 mil exemplares vendidos ao dia. Um jornal que deu vez ao leitor que não tinha acesso à leitura e hoje se informa sobre sua cidade, mundo, esportes, prestação de serviços, programação cultural ao alcance de todos os bolsos, utilidades, melhores preços, saúde e tantas coisas mais. Um meio de viver mais consciente para quem ficava apenas a reboque de muitas coisas. Parabéns à família “Super”, que hoje completa 12 anos como o jornal impresso mais vendido e lido no país. De 5 a 10 de maio, acontecerá no Mineirinho o Campeonato Mundial de Vôlei Masculino, no qual as oito melhores equipes do mundo disputarão o título. Representando o Brasil, estará o campeão nacional, sul-americano e mundial, Sada Cruzeiro. Os ingressos estão à venda nas bilheterias do Mineirinho e por meio do site mundialdevolei.com.br.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave