Os preparativos de BH

iG Minas Gerais |

Central. O Expominas funcionará como base de apoio para turistas em Belo Horizonte. Será instalada no local a chamada Embaixada dos Fans, um espaço onde os países com representação, ou não, na capital poderão prestar informações a seus cidadãos. A Fan Fest também terá uma área reservada para atender, principalmente, aos profissionais não-credenciados para a competição.

Baldeação. Com 2.020 vagas de estacionamento e um Terminal Copa que terá ligação direta com o Mineirão, o Expominas, na Gameleira, funcionará como ponto de embarque e desembarque para torcedores da região Oeste e cidades da região metropolitana, como Contagem e Betim. “O torcedor pode dirigir seu carro até ali, parar o carro, pegar o ônibus, ir ao Mineirão e voltar”, enumerou Camillo Fraga.

Hospedagem. Dos 40 empreendimentos hoteleiros que tiveram incentivos na construção da Prefeitura de Belo Horizonte, apenas 23 estarão em funcionamento para a Copa. “ Mas nós temos a quantidade de leitos suficientes para o Mundial. O que a nossa rede hoteleira precisa é de uma oferta de qualidade de leitos. Estamos vendo a mudança no nosso perfil hoteleiro. Ninguém faz um hotel pensando em um evento de 30 dias”, defendeu o secretário.

Internacionalização. Se comparada ao Rio e a São Paulo, BH é muito pouco conhecida no exterior. Por isso, a Copa é vista como grande oportunidade para a capital a se estabelecer internacionalmente. “Estivemos em Londres e o jornalista de lá já conhece Belo Horizonte. Fizemos uma pesquisa e o anúncio da parceira do Comitê Olímpico Britânico em Minas teve mais repercussão internacional do que aqui”, contou.

Ponto facultativo. Servidores públicos municipais e estaduais sairão mais cedo do trabalho em dia de jogos do Brasil. Não haverá a decretação de feriado e não houve a necessidade de medidas para dia de jogos de outras seleções em BH. “Já não teremos escolas funcionando durante a Copa, o que representa 15% a menos de veículos transitando”, ressaltou Fraga. Na iniciativa privada, a decisão é de cada empresa.

Manifestações e segurança. Por causa dos protestos, o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Cidade Administrativa, vai monitoraras melhores rotas para a chegada do torcedor ao estádio. “Para todos os cenários, como a interrupção ou não de vias, a orientação será do CICC. Não teremos problemas com o deslocamento por conta das manifestações”, garante o secretário da Copa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave