Blog com mais de 3.000 visitantes terá que se registrar no governo russo

iG Minas Gerais |

MOSCOU, Rússia. A Câmara alta do Parlamento russo aprovou uma lei ontem que endurece as regras sobre os blogueiros e que é vista por opositores como uma tentativa do presidente Vladimir Putin de sufocar a dissidência na internet. Os controles mais rígidos serão aplicados sobre blogs e sites que atraem mais de 3.000 visitas diárias, e seus responsáveis terão que se registrar nas agências de comunicação e vigilâncias do governo russo.

Para os críticos ao Krem-lin, a lei permitirá que Putin silencie oponentes que raramente contam com visibilidade nos canais de televisão, que são em sua maioria controlados pelo Estado ou por canais pró-Putin, e que usam a internet para organizar protestos contra o espião da KGB.

“A nova política pretende restringir a troca de informações livres, a expressão de opinião. Eles querem restringir tudo, porque estão indo em direção ao ‘passado glorioso’”, diz Anton Nosik, destacado blogueiro russo e especialista em mídia online. A organização Repórteres sem Fronteiras também criticou a medida, que, segundo a ONG, busca controlar o conteúdo na internet.

A Câmara baixa russa (Duma) já aprovou a lei, que agora precisa apenas da assinatura de Putin para entrar em vigor. Ambas as Câmaras são dominadas pelo partido Rússia Unida, leal ao presidente. O Kremlin nega as alegações de censura.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave