Primeiro treino de Levir só no CT é interrompido por falta de luz

Impressão que ficou foi que, se não fosse o avançar das horas (18h), o treinamento não seria encerrado

iG Minas Gerais | FREDERICO RIBEIRO |

Levir Culpi, aos poucos, vai dando um recado para o elenco do Atlético: nada de moleza. No primeiro treino na Cidade do Galo (uma atividade técnica seguida de um coletivo), os jogadores alvinegros ficaram em campo até escurecer.  A impressão que ficou foi que, se não fosse o avançar das horas (18h), o treinamento não seria encerrado.

No coletivo desta terça-feira, a única novidade foi a ausência de Diego Tardelli, que saiu de campo mais cedo para fazer 'trabalho com gelo' nas dores que sentia na coxa. Marion foi o substituto do atleta.

Para o zagueiro Leonardo Silva,  o Atlético tem pouco tempo para assimilar a mudança de mentalidade que Levir irá implantar, mas a mobilização dos jogadores começa a ser notada.

"O tempo é curta, mas dá para absorver as informações. O trabalho efetivo de campo demora um pouco mais, mas a mobilização tem de existir, independentemente da informação que o Levir nos passa", disse Léo Silva.

Leia tudo sobre: futebol nacionalatléticogaloLibertadorestreinamentofalta de luz