Comitê dos Jogos do Rio rebate COI e pede engajamento

Depois de vice do comitê dizer que preparação brasileira é a pior que já viu, organização cobrou apoio em vez de críticas

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Olimpíadas no Rio de Janeiro tem previsão de gastos com a organização de R$ 7 bilhões
Alex Ferro/Rio 2016
Olimpíadas no Rio de Janeiro tem previsão de gastos com a organização de R$ 7 bilhões

Em uma resposta às críticas do Comitê Olímpico Internacional (COI), o Comitê Rio 2016 pregou "engajamento" e "foco no trabalho" na preparação da capital fluminense para sediar a Olimpíada daqui a dois anos. "É tempo de focarmos mais no trabalho e no engajamento", registraram os organizadores brasileiros, em nota nesta terça-feira.

As declarações do Comitê Rio 2016 serviram para rebater o vice-presidente do COI, John Coates. Mais cedo, nesta terça, o australiano disse que a organização da Olimpíada brasileira é "a pior" que já viu e afirmou que a entidade precisou intervir de forma "sem precedente" na organização do evento olímpico. "Nós temos ficado muito preocupados, eles não estão prontos de muitas formas", criticou.

Na resposta, o Comitê responsável pela organização dos Jogos destacou dois fatos recentes para mostrar a evolução dos preparativos do Rio: a divulgação do orçamento dos projetos de legado para a cidade e o lançamento das licitações do Parque Olímpico de Deodoro.

"Os anúncios recentes do orçamento para os projetos de infraestrutura e legado, além do lançamento da licitação para as obras do Parque Olímpico de Deodoro são iniciativas cruciais e inequívocos sinais de avanço", destacou o Comitê nacional. "O trabalho em conjunto com as três esferas do governo, federal, estadual e municipal, está funcionando. O suporte do Comitê Olímpico Internacional também."

Para os organizadores dos Jogos do Rio, o COI deve concentrar sua atenção no "engajamento" e não nas críticas à preparação da cidade. "Já passamos da hora em que discussões genéricas sobre o progresso da preparação possam contribuir com a evolução da jornada rumo aos Jogos. É tempo de focarmos mais no trabalho e no engajamento".

O Comitê Rio 2016 reiterou que está comprometido em realizar "Jogos excelentes" daqui a dois anos. "Temos uma missão histórica: organizar os primeiros Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Brasil e da América do Sul. Vamos cumpri-la. Em 2016 o Rio organizará Jogos excelentes que serão entregues absolutamente dentro do prazo e dos orçamentos já anunciados", registrou o grupo, em nota.

Leia tudo sobre: ogosolimpiadario 2016coicritica