São Paulo espera anunciar Alan Kardec até quarta

Atleta, que pertence ao Benfica, deve assinar contrato de cinco anos com o Tricolor Paulista

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O São Paulo espera terminar de vez a negociação com o atacante Alan Kardec até a próxima quarta-feira. Entre o clube do Morumbi e o Benfica, de Portugal, já está acertado, e o que falta apenas é o acordo salarial. O estafe do jogador recebeu a proposta na última segunda-feira e deve dar a resposta em breve para, a partir disso, assinar contrato e ser apresentado.

O presidente do clube do Morumbi, Carlos Miguel Aidar, confirmou que, no último sábado, entrou em contato com o Benfica e acertou o valor de R$ 13,7 milhões a ser pago à vista pelo atleta, que deve assinar por cinco anos. O dirigente disse que, ao contrário do que foi revelado, Kardec não deve receber o salário de R$ 350 mil. Porém, não deu mais detalhes.

"Quero deixar bem claro que o atleta ainda não é nosso, mas ele será, porque queremos. Assim, o jogador está optando em vir para o São Paulo. Esperamos que no máximo até amanhã (quarta-feira) esteja tudo certo", afirmou. Mas a estreia de Kardec pelo time ficará apenas para depois da Copa, pois assim que o atacante rescindir com o Palmeiras, voltará para o Benfica e a vinda para o São Paulo passará a ser uma transferência internacional. "Vamos ter que esperar a abertura da janela, em 14 de julho, para concretizar", disse.

O vice-presidente de futebol do São Paulo, Ataíde Gil Guerreiro, descartou que a vinda de um novo atacante signifique que Luis Fabiano possa deixar o clube no meio do ano. "Não passa pela cabeça em hipótese alguma negociá-lo. Por ser um atleta que luta muito dentro de campo, já teve problemas físicos, até por conta do extenso calendário. Ele será preservado em algumas partidas menos importantes e o que nós queremos é que o Kardec possa atuar ao lado dele", disse.

Guerreiro confirmou que o volante Fabrício está de saída para o Vasco e que o São Paulo pode negociar ainda outros jogadores encostados, como os argentinos Cañete (meia) e Clemente Rodríguez (lateral-esquerdo).

Leia tudo sobre: sao pauloanunciaralan kardecreforço