Área de segurança é pendência

iG Minas Gerais | jhonny cazetta |

O terreno já foi liberado pela Prefeitura de Belo Horizonte, mas a construção de uma Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) da Pampulha ainda não tem previsão para acontecer. Isso porque a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou que não tem nenhum projeto de criação da Aisp no local.  

A construção da unidade na rua Orozimbo Nonato, no bairro Aeroporto, é vista por moradores como uma medida essencial ao combate da violência na região.

Para eles, a presença fixa de policiais traria uma sensação maior de segurança. “Não que ela seja a solução dos nossos problemas, mas precisamos de um policiamento melhor. Para isso, temos de cobrar do poder público nossos direitos”, disse a presidente da Associação Comunitária da Região do Jaraguá, Walewska Abrantes.

Companhia. Hoje, para fazer ocorrências, as vítimas precisam ir até o batalhão da Polícia Militar no bairro Planalto, na região Norte. Conforme o comandante de policiamento da região, tenente-coronel José Carlos Felício, até que a construção de uma Aisp se concretize, a polícia estuda a criação de uma Companhia na região.

“Sabemos do problema e reconhecemos que esse deslocamento até o Planalto é mesmo complicado. Vou fazer essa proposta ao comando, e espero um retorno em breve”, afirmou o militar.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave