Idílio na sintaxe da memória

“Trens de Minas - Uma Viagem pelas Montanhas” mostra liricamente a importância dos trens para história do Estado

iG Minas Gerais | Vinícius Lacerda |

Cenários. Imagens da obra mostram paisagens bucólicas e desconhecidas por muitos mineiros
MARCELO ANDRÊ / DIVULGAÇÃO
Cenários. Imagens da obra mostram paisagens bucólicas e desconhecidas por muitos mineiros

Leonardo Sousa lembra de, quando criança, pegar moedinhas, dadas pelo avô, para comprar picolé, e deixá-las sobre os trilhos do trem que passava em Bambuí, cidade do interior de Minas Gerais onde morava. As moedas saltavam e com elas a imaginação do menino que questionava: “De onde ele vem? Para onde ele vai?”. Os anos se passaram e com eles Leonardo não só obteve a resposta, mas tornou-se, além de um publicitário e designer em Belo Horizonte, um amante e pesquisador do patrimônio histórico do Estado. Um dos mais recentes e grandiosos resultados de seu trabalho é a coleção de livros “Tradição de Minas”, cujo terceiro título, “Trens de Minas - Uma Viagem pelas Montanhas”, que será lançado hoje, no Ponteio Lar Shopping, faz uso das histórias de cidadãos mineiros para mostrar a relevância do meio de transporte para formação da identidade histórica-cultural do Estado. Para resgatar o passado e mostrar o presente desse patrimônio, Sousa pesquisou muito e fez viagens para cidades como Passa Quatro, São Lourenço e São João del Rei. Nesses lugares, encontrou personagens que têm suas vidas e sentimentos atrelados à máquina. “Uma das maiores surpresas foi presenciar a paixão que muitas pessoas têm pelos trens. E quando falo de amor é daquele mais genuíno. Lembro do olhar quase infantil de alguns ao verem um trem chegar na estação”, descreve o escritor. Além disso, não houve planejamentos diários das viagens ou contato prévio com os pessoas. O livro foi construído pela mistura de bate-papo e acaso. “É um projeto vivo, porque durante nossa jornada vamos encontrando as pessoas à medida que mais interagimos com a população local”, diz. Assim, o livro ganha ares poéticos que perpassam uma biografia e misturam traços subjetivos a questões sobre manutenção dos trens e as influência que exercem na construção da atual sociedade mineira. “Com a modernização do trem que vai de Belo Horizonte a Vitória, várias famílias que vivem de vender doces em paradas, como em Itanhomi, perderam essa fonte de renda e isso tem uma implicação importante. É uma responsabilidade social que precisa ser salientada”, afirma Sousa. Há também parte positivas (e lindas, representadas pelas imagens) no livro. O autor conta, por exemplo, que trens turísticos têm recebido atenção e cuidados satisfatórios no Estado. Um exemplo são os trens de Passa Quatro e São Lourenço, administrados pela Associação Brasileira de Transporte Ferroviário (ABTF). “Eles fazem um trabalho lindíssimo, tanto com relação à responsabilidade histórica quanto na recuperação do patrimônio”, justifica o escritor. Antecedida pelas edições “Mercado Central” e “Festas de Minas”, a obra, segundo o escritor, vai além do regaste histórico. “O trem é mais que um transporte, faz parte do imaginário”, comenta Sousa, que depois de cerca de oito meses de trabalho e com mais 12 livros para completar a coleção, confessa que o trabalho é um desafio, porém daqueles que geram um imenso prazer. “Os prazos para conclusão às vezes são muito apertados e tenho muito cuidado com a pesquisa, não quero deixar ninguém de fora que mereça ter seu depoimento no livro e isso dá muito trabalho. Mas é com grande satisfação que faço tudo isso. Por isso, fica mais fácil”, conclui. Imagens. Durante as viagens que faz para descobrir personagens e conseguir material para seus livros, Sousa sempre está acompanhado do fotógrafo Marcelo André. “Conheço ele há 22 anos e para este trabalho optamos por um registro mais emocional, de forma que não perca a realidade do dia a dia”, comenta Sousa. Marcelo foi o responsável pelas 150 fotografias que traduzem em imagens toda a proposta do livro. “Elas mostram a vivência que tivemos no lugar, os momentos espontâneos e ensaiados dos personagens. Mostramos a intimidade do lugar”, comenta o fotógrafo. [AGENDA]<IP0><PB@agenda,1,3,0,3,4,-1,0><PS@10,10><CW-15><COC030>Agenda</CO><QL> [AGENDA_TEX]<EL-2>O quê. <MC>Lançamento do livro “Trens de Minas - Uma Viagem pelas Montanhas” </MC>Quando. <MC>Hoje, às 19h </MC>Onde. <MC>Espaço Boulevard do Ponteio Lar Shopping (BR-356, 2.500, Santa Lúcia) </MC>Quanto. <MC>Entrada gratuita

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave