Em Minas, sigla está dividida entre apoiar tucanos ou petistas

iG Minas Gerais | Larissa Arantes |

Tudo pode acontecer com o PR de Minas Gerais nas eleições de outubro, até mesmo apoiar o PT no Estado e não fazer parte da base de apoio da campanha de reeleição da presidente Dilma Rousseff. Ao mesmo tempo em que lideranças do partido admitem que o grupo que não deseja caminhar com os tucanos em Minas está ganhando força, afirmam que é grande a possibilidade de a legenda apoiar o senador e presidenciável Aécio Neves (PSDB) em nível nacional.  

“A tendência de caminhar com o (Fernando) Pimentel é forte”, disse um integrante do partido que preferiu o anonimato. Historicamente, em Minas Gerais, o PR faz parte da base tucana, inclusive, com cargos no governo do Estado.

“Existe um grupo do partido que tem relação com o governo federal e tem o posicionamento de caminhar com os petistas”, admitiu o presidente do PR de Belo Horizonte e ex-subsecretário de Relações Institucionais do governo do Estado, Léo Portela. Ele admite que a questão vai se arrastar pelos próximos meses e pode só chegar a um consenso com as convenções partidárias.

Por mais que a ala que quer o apoio ao PT esteja crescendo dentro do PR, a parcela ligada ao governo tucano não abre mão do alinhamento ao PSDB. “Nós temos que caminhar com o projeto político que vem dando certo em Minas”, destacou o deputado federal Bilac Pinto. Ele deixou recentemente a secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana.

A reportagem tentou falar com o presidente estadual do PR, deputado federal Aelton de Freitas, para saber da posição oficial da legenda, mas não obteve retorno. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave