Samudio diz que paraguaios temem enfrentar times brasileiros

Apesar de reconhecer a qualidade superior do futebol brasileiro, o paraguaio considera que a Copa Libertadores exige um pouco mais

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Miguel Samudio ficará pelo menos uma semana afastado dos treinos com bola na Toca da Raposa II
Washington Alves/VIPCOMM
Miguel Samudio ficará pelo menos uma semana afastado dos treinos com bola na Toca da Raposa II

Time copeiro e “La Bestia Negra”. Esses são os principais apelidos ganhados pelo Cruzeiro nos países sul-americanos por conta dos resultados obtidos pelo clube na América do Sul, como os dois títulos da Libertadores e as duas Supercopas, além das inúmeras participações nos torneios continentais. Essa força da camisa estralada tem uma contribuição importante para o temor que os clubes paraguaios possuem quando enfrentam uma equipe brasileira, como revelou o lateral-esquerdo Samudio.

“Os paraguaios temem jogar com equipes brasileiras, por sabem que elas não vão apenas entrar em campo para ver o que acontece. As equipes brasileiras vão com tudo em busca do resultado. Nós temos que ir com essa mentalidade, fazer um bom jogo, o que aumenta a nossa possibilidade de conquistar o nosso objetivo”, disse o jogador.

Apesar de reconhecer a qualidade superior do futebol brasileiro, o paraguaio considera que a Copa Libertadores exige um pouco mais. “Creio que sim (futebol brasileiro tem mais técnica no futebol sul-americanos). Mas não basta a técnica, tem que colocar um pouquinho mais. E é isso que o Cruzeiro está fazendo. Todos correm, entram firme nas jogadas. E continuar trabalhando assim para chegar no Paraguai e fazer um bom jogo”, concluiu o lateral.