Mancini elogia atuação de Emerson, mas pede atacantes

Comandante do Botafogo cobrou que a diretoria contrate um atleta com características de velocidade

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Treinador começou trabalho para estreia do time no Brasileirão, diante do São Paulo
Reprodução Facebook Botafogo
Treinador começou trabalho para estreia do time no Brasileirão, diante do São Paulo

O Botafogo não consegue nem pagar os jogadores que estão no elenco e Vagner Mancini quer mais. Depois do empate em 2 a 2 com o Internacional, domingo, no Maracanã, o treinador cobrou que a diretoria contrate mais atacantes. Isso logo após Emerson e Zeballos, jogadores que chegaram durante a temporada, marcarem os gols da equipe.

"Acho que será necessária a vinda de mais atacantes. O mercado não está fácil, mas precisamos encontrar. Nesse momento sentimos falta de um velocista. Se analisarmos o mercado, ficaríamos loucos porque não tem esse tipo de jogador disponível. Preciso de alguém que me dê a possibilidade de numa bola esticada chegar ao gol", explicou o treinador.

Só neste ano a diretoria já contratou quatro atacantes: Tanque Ferreyra, argentino de área; Zeballos, atacante rápido, que arma o jogo; Emerson, que joga fora da área; e Wallyson, que também atua nas extremidades.

No empate contra o Inter, Emerson foi o destaque, com um gol e uma assistência. "O Emerson foi o que nos acostumamos a ver, que vai, não desiste, defende com a mesma intensidade. Foi o diferencial na parte ofensiva. Com o aumento físico da capacidade, vai poder render mais e nos ajudar mais, e olha que fez bastante", elogiou o treinador.

Mesmo cobrando um velocista, Mancini exaltou o trabalho do homem que cumpre essa função hoje no Eleno. "O Zeballos já tinha mostrado uma movimentação interessante contra o São Paulo, ajudando a fazer um time mais rápido e com maior inteligência de jogadas para chegar à frente. Hoje (domingo) ele oscilou um pouco no primeiro tempo e subiu de produção no segundo. Zeballos ainda tem muito a nos oferecer, pois faz a função de meia e atacante. Hoje nos representou bem no campo na parte ofensiva."

Leia tudo sobre: botafogomancinitecnicoatacanteemersonsheik