Marcelo e as novas fórmulas

iG Minas Gerais |

O principal tema de um dos quadros do “CBN Esporte”, da Rádio CBN, ontem, foi: qual time está jogando o melhor futebol no Brasil? A convite do comandante do programa, Carlos Eduardo Éboli, tive o prazer de ser um dos debatedores, junto com o locutor Marcelo Gomes, também mineiro, que há alguns anos faz sucesso na Globo/CBN São Paulo. Além dos jornalistas, o público também participa, através da internet, e a pessoas podem votar a partir das 9h, horário do início do CBN Esporte, sempre aos domingos, até o meio-dia. Começamos o bate papo às 10h30 e o Fluminense liderava, nas opiniões dos internautas, seguido por Grêmio, São Paulo e Inter. Entrei no ar às 10h38 e não tive dúvida em dizer que o Cruzeiro continua sendo o melhor. As dificuldades que anda tendo são de explicação aparentemente simples: os adversários agora conhecem bem a forma de jogar e as jogadas mortais da Raposa. Sabedor disso, Marcelo Oliveira tem buscado opções diferentes para continuar surpreendendo os concorrentes diretos aos títulos em disputa. Esse 1 a 1 de Uberlândia acabou confirmando o que eu palpitei. Jogo equilibrado, vitória até os 46 do segundo tempo, quando o São Paulo empatou em um gol contestado pelo time do Cruzeiro.

Palpites. No fim do debate, Éboli pediu os nossos palpites para os jogos da rodada. Palpitei que Cruzeiro e São Paulo empatariam. Assim como palpitei que o Corinthians venceria o Flamengo; que Botafogo e Inter também empatariam. Palpites são palpites e palpitei que o Galo empataria com o Grêmio, na estreia do Levir Culpi. Quando enviei a coluna, o jogo estava começando.

Equilíbrio. O São Paulo foi eliminado pelo Ituano da final paulista, mas é o São Paulo e fez um jogo de igual para igual com o Cruzeiro no Parque do Sabiá, onde qualquer resultado teria sido normal. A imprensa paulista tenta inflar Ganso e Pato. O primeiro foi discreto, o outro deu um drible belíssimo em Lucas Silva, e só. Júlio Baptista marcou o gol cruzeirense em cobrança de falta perfeita.

Autuori por Levir. Foi outro tema debatido na CBN e não tive dúvida em dizer que foi uma ótima mexida do Atlético. Em momento algum, a maioria atleticana aceitou Autuori, que prioriza o jogo defensivo. Levir Culpi sabe mesclar e tem outra virtude: escala quem estiver melhor. O capitão Rever que o diga!

Missão impossível. Afirmar quem é o melhor time brasileiro é tarefa inglória. Os grandes clubes estavam disputando os fracos campeonatos estaduais. O Vasco decidiu o carioca com o Flamengo, com quem fez bons jogos finais, mas empatou em casa com o América e perdeu o segundo jogo para o Luverdense. O América deu de 3 a 0 no Ceará, tricampeão cearense.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave