As ressurreições do espírito que são também aparições

iG Minas Gerais |

DUKE
undefined

Há dois tipos de ressurreições: uma no mundo espiritual, na hora da morte, e outras, que são as aparições. Jesus ressuscitou em espírito no mundo espiritual, na hora de sua morte. “Pai, em tuas mãos entrego meu espírito! E, dito isto, expirou” (Lucas 23: 46). Também é o nosso espírito que ressuscita. “Ao morrer o homem, seu corpo volta ao pó que o deu, e seu espírito retorna a Deus que o deu” (Eclesiastes 12: 7). Temos dois corpos, um natural e outro espiritual, ressuscita o espiritual (1 Coríntios 15: 44). Os ressuscitados são iguais a anjos, não se casam (Mateus 22: 30). É que os ressuscitados, como os anjos, são espíritos sem corpos. Isso lembra Hebreus 9: 27, que nada tem a ver com a reencarnação. De acordo com ele, o homem morre uma vez só. Homem aqui é o corpo mortal humano, o homem fenomênico, que morre realmente uma vez só e bem morrido! “Tu és pó e ao pó retornarás” (Gênesis 3: 19; e Eclesiastes 12: 7). “Aquele que desce à sepultura jamais se levantará” (Jó 7: 9). E, por serem infinitos o amor e a misericórdia de Deus, Ele nos dá todas as chances possíveis para a nossa regeneração. E a volta do espírito imortal ao nosso mundo físico, em novos corpos humanos, até que ele conheça e descubra a verdade libertadora, salvando-se, pois Deus não quer que nenhuma de suas ovelhas se perca (João 6: 39). Na Palestina, os corpos, no tempo de Jesus, eram enterrados em barrancos. Na hora da morte Dele, houve terremotos, que puseram corpos à vista. E, depois da ressurreição de Jesus (desaparecimento ou energização do seu corpo incorruptível?), Mateus diz que muitos corpos de santos que dormiam ressuscitaram e apareceram a muitos na cidade santa (Mateus 27: 51 a 53). Observem-se os dois verbos “ressuscitaram” e “apareceram”. Ambos significam o ressurgimento ou aparecimento de espíritos materializados de mortos. Esses fatos são chamados pelo espiritismo de fenômenos de efeitos físicos provocados por espíritos. “Deus tem seus espíritos trabalhando no seu projeto” (Hebreus 1: 14). Os judeus, inclusive os apóstolos e discípulos de Jesus, não entendiam bem o que era ressurreição. Eles pensavam que ela fosse do corpo. Daí que, nas aparições materializadas de Jesus, eles achavam que o seu corpo espiritual (períspirito) materializado fosse aquele mesmo que morreu na cruz. Paulo (1 Coríntios 15: 44), esclarecendo o assunto, diz que a ressurreição é do corpo espiritual (períspirito). Já a ressurreição de Jesus no terceiro dia, depois de sua morte, consiste nos seus ressurgimentos ou aparições aqui, no mundo físico; primeiramente, Ele ressurgiu para Maria Madalena. Mas não nos esqueçamos da verdadeira ressurreição de seu períspirito com o espírito na hora de sua morte. E, de acordo com a Bíblia e o espanhol André Torres Queiruga, maior teólogo católico atual, nossa ressurreição é também do nosso espírito e, igualmente, na hora da morte, exatamente como aconteceu com Jesus. E nós aparecemos também! 44ª Semana Espírita de Itabuna (BA), de 25.5.2014 a 1.6.2014, às 19h30 no Icei. Farei palestra sobre “Presença espírita na Bíblia”, em 29.5.2014, e seminário em 31.5.2014, de 14 às 17h30, sobre “A Reencarnação na Bíblia e na ciência”. Outros palestrantes: Sérgio Thiesen (RJ), Ruth Brasil Mesquita (BA), Lindomar Coutinho da Silva (BA), André Luiz Peixinho (BA), Jorge Alberto Elarrat Canto (RO), Eurípedes Mariano (MG) e Ricardo Ferreira (BA). Show musical com Andrea Bien (SP).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave