Com uniforme verde, Sport vence Chapecoense por 2 a 1

Com o resultado, a equipe pernambucana alcançou os quatro pontos, subindo para o 7.º lugar. Já a equipe catarinense manteve-se com apenas um ponto, na 16.ª posição

iG Minas Gerais | agência estado |

Jogando em casa, o Sport chegou neste domingo à primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Com um placar de 2 a 1, a equipe rubro-negra derrotou a Chapecoense, no estádio da Ilha do Retiro no Recife. Com o resultado, a equipe pernambucana alcançou os quatro pontos, subindo para o 7.º lugar. Já a equipe catarinense manteve-se com apenas um ponto, na 16.ª posição.

No próximo domingo, pela terceira rodada, o Sport enfrenta o Internacional, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Já a Chapecoense encara no mesmo dia o Corinthians, na Arena Condá, em Chapecó (SC). A curiosidade do jogo foi a "homenagem" que o time pernambucano fez à seleção do México, que jogará no Recife na Copa do Mundo - atuou com um uniforme nas cores verde, vermelha e branca.

No primeiro tempo, o Sport manteve-se no ataque a maior parte do tempo. Com passes curtos e bom entrosamento, os pernambucanos pecaram na falta de velocidade. O gol de Rithely, aos 11 minutos após aproveitar o rebote do goleiro Danilo em chute de Aílton, foi um sinal de que o time da casa fez parecer que estava disposto a manter um ritmo forte durante a partida.

Mas apesar da disposição inicial, por volta dos 20 minutos da primeira etapa o rendimento dos pernambucanos caiu bastante e a equipe passou a administrar mais a posse de bola, com passes laterais e pouca objetividade.

A partida só voltou a ganhar ritmo quando o time catarinense chegou ao empate, aos 36 minutos. Após contra-ataque e bela troca de passes, Ricardo Conceição aproveitou a meta aberta para tocar para o fundo das redes e igualar a partida. A reação do Sport foi rápida. Três minuto depois, Ananias recolocou os mandantes em vantagem depois de chute de fora da área.

Na volta para a etapa complementar, foi a vez de a Chapecoense optar por uma postura mais agressiva. Aos 3 minutos, Regis fez excelente jogada na esquerda e cruzou na área. Renê se antecipou a Bergson e afastou. O mesmo Regis pegou rebote e bateu para a defesa de Magrão.

Aos 26 minutos, Wanderson cobrou a falta para equipe catarinense e acertou a rede pelo lado de fora. Um minuto depois, novo sufoco. Fabinho Alves recebeu no lado direito da área, finalizou cruzado e por pouco não empatou. Aos 32, em cobrança de falta, a Chapecoense levou perigo novamente ao gol rubro-negro. Ednei cobrou a falta por cima da meta de Magrão.

Durante toda a segunda etapa, o Sport manteve-se na defesa, limitando-se a garantir a vantagem. Em um dos poucos momentos em que esteve no ataque, aos 44 minutos, Felipe Azevedo recebeu com estilo passe aéreo de Danilo, mas chegou um pouco atrasado e perdeu a chance.

Leia tudo sobre: sportchapecoensefutebol