Wizards vence Bulls e fica a uma vitória de fechar série

Para vencer neste domingo, o Wizards precisou superar a ausência do brasileiro Nenê, que foi suspenso por um jogo por briga com Jimmy Butler

iG Minas Gerais | agência estado |

Quinto colocado na Conferência Leste durante a temporada regular o Washington Wizards entrou como franco atirador nos playoffs da NBA. Diante do favorito Chicago Bulls, no entanto, venceu as duas fora de casa, perdeu a terceira, mas voltou a derrotar o adversário neste domingo, por 98 a 89, em casa. Agora, o time da capital está a um triunfo de avançar.

Para vencer neste domingo, o Wizards precisou superar a ausência do brasileiro Nenê, que foi suspenso por um jogo por briga com Jimmy Butler. Sem aquele que vinha sendo seu principal nome nestes playoffs, o time contou com uma atuação de destaque de Trevor Ariza. O ala anotou 30 pontos, recorde em sua carreira na pós-temporada, e liderou a vitória.

O Wizards marcou os primeiros 14 pontos da partida e não afrouxou o ritmo em nenhum momento, sendo superior praticamente de ponta a ponta. No último período o Bulls ainda chegou a ameaçar uma reação, mas já era tarde e a terceira vitória em quatro jogos da série melhor de sete já estava selada para os donos da casa.

Além de Ariza, o Wizards contou com boa atuação de John Wall, que anotou um "double-double", com 15 pontos e 10 assistências. Bradley Beal, com 18 pontos, e Marcin Gortat, com 17, também contribuíram. Pelo Bulls, os pontos foram distribuídos praticamente entre três jogadores. O cestinha foi o reserva Taj Gibson, com 32. Jimmy Butler marcou 16, enquanto Joakim Noah anotou 10, além de 15 rebotes.

No outro jogo já encerrado do dia, o Golden State Warriors deu um show diante de sua torcida e empatou a série melhor de sete contra o Los Angeles Clippers em 2 a 2. Com atuação de gala de Stephen Curry e ótimo aproveitamento nos arremessos de três, a equipe venceu por 118 a 97 com extrema facilidade.

Antes da partida, os jogadores do Clippers protestaram contra o racismo do dono da franquia, Donald Sterling, que disse que não queria negros nos jogos do time. Eles deixaram o casaco da equipe no chão da quadra e aqueceram com a camisa do avesso. Durante o jogo, usaram os acessórios, como munhequeiras e meias, todos na cor preta.

O Warriors foi superior desde o início, quando Curry estava em grande forma. Foram cinco bola de três para o armador só no primeiro quarto. A equipe abriu 15 pontos de vantagem logo de cara e a partir daí controlou o jogo, sempre abusando das bolas de três pontos: foram 15 em 32 tentativas.

Curry foi o cestinha da partida, com 33 pontos, além de sete assistências e sete rebotes, ma Andre Iguodala também apareceu bem com 22 pontos e nove assistências. O Warriors ainda teve a contribuição de David Lee, Klay Thompson e Harrison Barnes, todos com 15 pontos. Pelo Clippers, destaque para os 26 pontos do reserva Jamal Crawford.

Leia tudo sobre: nba