Leandro Damião corre risco de parar no banco no Santos

Bastante vaiado nas últimas partidas, Leandro Damião tenta contemporizar sobre a sua péssima fase no Santos. “Qualquer jogador de clube grande está sempre sob pressão, estou trabalhando para ajudar e a bola não chegou. Por isso fui trocado, para dar mais velocidade”, disse

iG Minas Gerais | agência estado |

Contratado por R$ 42 milhões como grande reforço da temporada de 2014, Leandro Damião corre o risco de perder o lugar no ataque do Santos para a sequência do ano. O atacante, que ficou apenas 45 minutos e nada fez no empate contra o Coritiba por 0 a 0 no último sábado, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, parece ter perdido apoio até mesmo de Oswaldo de Oliveira.

Questionado se poderia garantir o atacante para o jogo contra o Grêmio no próximo sábado, na Vila Belmiro, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, o treinador foi evasivo. “Cada jogo tem uma história. Nós vamos trabalhar na semana porque o jogo é no sábado que vem. Ainda vamos ver o que fazer”, despistou o técnico.

Bastante vaiado nas últimas partidas, Leandro Damião tenta contemporizar sobre a sua péssima fase no Santos. “Qualquer jogador de clube grande está sempre sob pressão, estou trabalhando para ajudar e a bola não chegou. Por isso fui trocado, para dar mais velocidade”, disse.

Apesar de não garantir Leandro Damião entre os titulares - Geuvânio é um dos cotados para entrar no time caso o atacante perca a vaga -, Oswaldo de Oliveira elogiou a postura do jogador. “Ele está cumprindo a obrigação que é treinar e jogar; não acho que ele deve nada. As pessoas perguntam porque há uma movimentação muito grande por ele não vir fazendo gols”, explicou.

Leia tudo sobre: futebolsantos