Jairo Bouer

Jairo Bouer - Médico psiquiatra Faculdade de Medicina da USP “Voz e contato físico, muitas vezes, não parecem ser tão necessários como antes”

iG Minas Gerais | Litza Mattos |

Jairo Bouer
Jairo Bouer

Você acredita que a geração ‘instant messenger’ vem perdendo parte das habilidades exigidas pela conversação face a face?  

Não sei se perde habilidades, mas está certamente mais acomodada atrás de uma tela. Para essa geração mais jovem, parece que fica mais fácil usar a internet tanto para pedir em namoro, como para terminar uma relação. Voz e contato físico, muitas vezes, não parecem ser tão necessários como antes. Quais as principais diferenças entre os relacionamentos antes e após a era digital?

A tecnologia pode ter facilitado os relacionamentos no sentido de favorecer ou agilizar contatos. Mas ela também pode limitar a experiência emocional se ocupar um espaço muito grande na vida do casal. Mais gente se conhece na rede e isso pode dar muito certo. Mas também muita gente pode ficar um tempo excessivo procurando, sem bons resultados. É importante perceber quando o excesso começa a atrapalhar. A tecnologia está cada vez mais incluída tanto nos momentos bons quanto nos ruins. De uma forma geral, como as novas tecnologias têm influenciado os relacionamentos e mudado as pessoas?

Cada vez as pessoas passam mais tempo na internet. Não é de se estranhar que essa maior presença também influenciasse os relacionamentos. Mais gente se conhece pela rede, namora pela rede, discute relacionamentos na rede. Tudo que antes era feito ao vivo e, depois, pelo telefone, ganhou o espaço digital. Com muito mais recursos (fotos, voz, filmes, texto), as possibilidades também foram ampliadas. Assim, quanto mais tempo passo conectado, maiores as chances que meus relacionamentos também passem por essa esfera. O problema é que algumas pessoas estão passando tempo demais na rede, se frustrando ou perdendo tempo sem encontros mais concretos. Quais os principais desafios para as relações no futuro?

Talvez seja não ficar restrito a nenhuma modalidade de comunicação quando o assunto é relacionamento. Assim, posso usar a agilidade da internet em alguns momentos, mas me sentir bem e confortável com o calor inigualável de um contato físico. A internet deveria ser percebida como mais um meio para justificar ou facilitar o relacionamento a dois. Deve ser mais um recurso, não o único ou exclusivo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave