Intercâmbio cultural e cênico

No ar em “Malhação”, da Globo, Tatsu Carvalho traz experiência norte-americana para sua interpretação

iG Minas Gerais | belisa taam |

“A minha estadia nos Estados Unidos só me acrescentou como ator. Tinha uma metodologia intensa”
Jorge Rodrigues Jorge/CZN
“A minha estadia nos Estados Unidos só me acrescentou como ator. Tinha uma metodologia intensa”

Morar em outro país é uma experiência enriquecedora para qualquer um que se aventure a deixar sua terra natal. No caso de Tatsu Carvalho, que viveu em Nova York, nos Estados Unidos, para estudar interpretação em importantes escolas do gênero, a recompensa maior veio neste ano, quando foi escalado para viver o professor Virgílio de “Malhação” – folhetim infantojuvenil da Globo.

A oportunidade de atuar na televisão e integrar o elenco da novela “teen” surgiu depois que a autora da trama, Patrícia Moretzsohn, o descobriu quando já estava atuando em palcos brasileiros, após seu retorno de Nova York. “A minha estadia nos Estados Unidos só me acrescentou como ator. Durante o período que vivi por lá, tinha uma metodologia intensa com ensaios diários e muito trabalho”, relembra ele, que sempre teve vontade de trabalhar em televisão. “A dinâmica da televisão se torna uma escola diária de grande alcance”, elogia Carvalho.

No folhetim global, seu personagem é o divertido professor de História do Colégio Destaque. Para o ator, o contato com os jovens é uma realidade próxima, especialmente no período em que viveu fora do Brasil. Afinal, Tatsu Carvalho deu aulas para o público infantojuvenil em Nova York. “Levei minha experiência pessoal para as cenas da novela”, conta ele, certo de que a passagem pelos Estados Unidos ainda conta muito em sua participação na trama.

Preferências Ator: Al Pacino Atriz: Meryl Streep Com quem gostaria de contracenar: Tony Ramos Humorista: Bruno Mazzeo Novela preferida: “Top Model”, de 1989 Vilão: Carminha, de Adriana Esteves em “Avenida Brasil” Filme: “O Poderoso Chefão”, de Francis Ford Coppola Livro de cabeceira: “Como a Geração Sexo, Drogas e Rock’n’ Roll Salvou Hollywood”, de Peter Biskind Autor: José Saramago Diretor:  Martin Scorsese O que sobra na televisão: Reality show

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave