Cesar Cielo encerra Maria Lenk com conquista de seu 4º ouro

Melhor nadador brasileiro da atualidade trará seu primeiro título para o Fiat-Minas ao vencer a priva dos 100m livres

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Cielo conquistou sua décima medalha em Mundiais e ainda pode aumentar o número
Divulgação / CBDA
Cielo conquistou sua décima medalha em Mundiais e ainda pode aumentar o número

O Troféu Maria Lenk, disputado em São Paulo, terminou neste sábado com mais uma medalha de ouro de Cesar Cielo. Desta vez na prova dos 100 metros livre, o melhor nadador brasileiro da atualidade faturou a sua quarta vitória na competição, em que defende o Minas-MG.

Com um tempo de 48s13, Cesar Cielo ficou na frente de Matheus Santana, que terminou a prova na segunda colocação com 48s61 e bateu o recorde mundial júnior da categoria novamente, uma vez que já tinha feito a melhor marca do mundo durante as eliminatórias pela manhã.

O atleta da Unisanta-SP tem apenas 17 anos e vai despontando como promessa da natação brasileira para os próximos anos. "Acho que ainda posso melhorar a saída e a virada. Se tivesse conseguido fazer melhor esses dois fundamentos, podia ter feito na casa dos 48s1 ou 48s2. Mas não fico pressionado por bater o recorde, fazer o terceiro, primeiro ou sétimo tempo. Procuro fazer o melhor que posso. Não vou ao Pan-Pacífico porque meu foco serão os Jogos Olímpicos da Juventude (em Nanjing, em agosto), tudo bem passo a passo", disse.

João Bevilaqua de Lucca, do Pinheiros-SP, completou o pódio com um tempo de 48s67. Nicolas Oliveira e Marcelo Chierighini fecharam a prova na quarta e quinta colocações, respectivamente. "É bem empolgante o desafio de nadar aqui com o João e o Marcelo. Eles já foram campeões universitários e eu também. E o revezamento do Brasil vai só melhorando. Eu, pessoalmente, quero ir bem nos revezamentos também, além das provas individuais. Mas preciso voltar a nadar nos 47 segundos", comentou Cesar Cielo.

Nos 50 metros peito, João Gomes Júnior, do Pinheiros, levou a melhor com 23s43 e Felipe França, do Corinthians-SP, 23s44, ficou com a prata. A disputa sempre dura na prova e especialmente entre esses dois especialistas do estilo dão ao Brasil dois ótimos atletas para o Pan-Pacífico, competição para a qual eles já possuíam índices melhores feitos no Torneio Open, em dezembro de 2013.

Na última prova do campeonato, o revezamento 4x100 medley, a equipe do Pinheiros levou a melhor com um tempo de 3min37s40, conquistando a medalha de ouro com Fabio Arikawa, João Luiz Gomes Junior, Guilherme Rosolen e João Bevilaqua de Lucca. O Minas de César Cielo ficou com a prata, enquanto que o Corinthians ficou com o bronze.

Leia tudo sobre: cesar cielominasnataçãomaria lenkmedalhaouro