Chargista Afo morre neste sábado; corpo será enterrado no domingo

Afonso Celso Duarte, responsável pelas tirinhas do caderno de esportes do jornal Estado de Minas, será enterrado na manhã de domingo

iG Minas Gerais | Da redação |

O jornalismo mineiro está mais triste. Um dos maiores chargistas da história de Minas Gerais, Afonso Celso Duarte, o Afo, morreu neste sábado, aos 72 anos. O corpo dele será enterrado às 11h deste domingo, no cemitério Parque da Colina, mesmo local onde acontece o velório, desde as 18h.

Conhecido por suas tirinhas no Estado de Minas, onde trabalhou por 25 anos, Afo usava como poucos o bom humor e o sarcasmo em suas charges. O personagem de suas histórias chamava atenção pelo enorme nariz arredondado.

Além do Estado de Minas, Afo trabalhou em vários lugares, como 'O Diário', 'Diário de Minas' e 'Aqui.

Amigos do chargista o retratam como uma pessoa humilde, inteligente, cortês e extremamente dedicada ao trabalho. Além da paixão pelo jornalismo e as tirinhas, era conhecido por seu amor ao América Futebol Clube.

O chargista do jornais O TEMPO e SUPER NOTÍCIA, Duke, lamentou profundamente a morte do amigo. "Que notícia triste, foi um grande profissional e amigo de ofício", escreveu Duke, em sua página no Facebook.

 

Leia tudo sobre: afomortechargistaduke