Usuário encara maior desafio

Mais de 60 mil pessoas terão de se habituar a novas linhas municipais e à estreia do BRT metropolitano

iG Minas Gerais | Luciene Câmara |

Expansão acontece mesmo com Estação São Gabriel ainda em obras
Alex de Jesus - 24.4.2014
Expansão acontece mesmo com Estação São Gabriel ainda em obras

A partir da meia-noite deste sábado, usuários do transporte coletivo das regiões Norte e Nordeste de Belo Horizonte e da região metropolitana terão o desafio de enfrentar a maior ampliação do Move (nome dado ao BRT) desde a sua inauguração, em 8 de março. Em vez de usar um ônibus só até o centro da capital e outros polos, cerca de 60 mil passageiros serão obrigados a desembarcar na Estação São Gabriel, ainda envolvida por um grande canteiro de obras, e pegar outro ônibus.

Com a ampliação, serão ao todo cerca de 130 mil usuários usando o sistema. Até então, o BRT só vinha funcionando na capital e não tinha passado por integrações de grande impacto. Agora, além do BRT municipal, que vai incorporar mais 28 mil passageiros, começa a funcionar também o Move Metropolitano, com 35 mil.

Os dois vão mexer com o itinerário de 41 linhas, que antes iam dos bairros até o centro de Belo Horizonte ou outros polos, mas que agora serão substituídas por 36 linhas alimentadoras, que vão apenas até o São Gabriel .

De lá, o passageiro pega um ônibus articulado ou padron (de tamanho semelhante ao convencional), que segue pelo corredor exclusivo da avenida Cristiano Machado. Mas, dependendo da linha e do trajeto, o coletivo divide espaço com carros e motos em pistas mistas já saturadas, como Anel Rodoviário e avenida Amazonas.

Nessa sexta, muitos dos principais impactados com a ampliação ainda desconheciam boa parte das mudanças. “Trabalho neste sábado e ainda não sei que linha terei de pegar para chegar ao Lourdes (na região Centro-Sul)”, afirmou a cozinheira Camila Barbosa de Oliveira, 64, que pega a linha 5502B (Capitão Eduardo), uma das integradas.

Ao mesmo tempo em que teme o desconhecido, ela acredita que a transformação será para melhor. “Espero que melhore, porque estou cansada de pegar ônibus lotado na volta para casa”.

Na linha 4685, que vem do bairro Eucalipto, em Sabará, para o centro da capital e também será integrada neste sábado, a representante comercial Kelly Leão Sabino, 32, reclama de ter que fazer baldeação. “Vou cansar mais descendo na estação para ter que pegar um Move já lotado”, reclamou.

Reforço. A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) promete reforçar a frota de ônibus articulados de 35 para 50 com a ampliação deste sábado, além de reforçar em 84% o número de viagens da linha 83D (Centro Direta), a mais procurada – de 130 por dia para 239. O intervalo entre uma viagem e outra deve passar de cinco minutos para, no máximo, três minutos no horário de pico.

Cartões

Onde. Os cartões Ótimo e BHBus podem ser adquiridos na Estação São Gabriel, a R$ 5. O Ótimo será entregue também nas linhas convencionais nos primeiros dias do BRT, gratuitamente.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave