Rede confia em aval de Marina para emplacar Apolo

Ex-ministra teria deixado a decisão sobre candidatura própria para o presidenciável Eduardo Campos

iG Minas Gerais | Larissa Arantes |

Apolo Heringer diz que Marina ficou “entusiasmada” com candidatura
Alex de Jesus
Apolo Heringer diz que Marina ficou “entusiasmada” com candidatura

O pré-candidato da Rede Sustentabilidade, Apolo Heringer, negou nesta sexta que a ex-ministra Marina Silva tenha “lavado as mãos” sobre a vontade do grupo de ter um nome próprio em Minas Gerais. Em encontro com Apolo em São Paulo, Marina teria dito ao pré-candidato que deixaria a decisão para o presidenciável Eduardo Campos (PSB).

“Ela ficou entusiasmada com a minha candidatura, vai mandar uma mensagem para a convenção”, disse o ambientalista, que garantiu ainda que Marina poderá intervir para garantir que a tese seja levada adiante. A convenção está marcada para este sábado.

“A Marina tem dificuldade de fazer uma presença pessoal nesse momento, porque ela e o Eduardo (Campos) tem um acordo de um não atropelar o outro. Meu nome tem sido tratado várias vezes entre ela e o Eduardo”, destacou.

Segundo Heringer, o adiamento da definição de sua pré-candidatura ocorreu porque o PSB, partido ao qual a Rede está coligada, aguardava a decisão do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), se sairia ou não como candidato.

“Estamos diante desse jogo, que é um jogo de paciência, tem que ir trabalhando e cutucando a nacional para que a decisão seja coerente”, avaliou Heringer. No início do mês, um evento foi realizado na sede no PSB da capital para anunciar a pré-candidatura de Heringer. O presidente estadual, deputado federal Júlio Delgado, não estava presente.

Dificuldade Acordo. Nos bastidores, Eduardo Campos teria um pré-acordo com Aécio Neves para que sejam formados palanques duplos em Minas e em Pernambuco. O acordo não é confirmado pelo PSB.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave