Foragido da Justiça é preso com auxílio de aplicativo

O Sinesp Cidadão foi lançado nesta quinta-feira (24) pelo Ministério da Justiça e permite consulta a um cadastro nacional de 352 mil mandados de prisão; contra o suspeito havia um mandado de prisão expedido no Espírito Santo, por porte ilegal de arma; no entanto ele foi denunciado por familiares da companheira, a qual mantinha em cárcere privado em BH

iG Minas Gerais | Da Redação |

A prisão preventiva de um foragido da Justiça do Espírito Santo (ES) cumprida na manhã desta sexta-feira (25), no bairro Planalto, região Norte de Belo Horizonte, foi uma das primeiras do país a ser efetuada após o lançamento pelo Ministério da Justiça do novo dispositivo, o Sinesp Cidadão, que permite a consulta gratuita, via celular, do cadastro de 352 mil mandados de prisão.

Herenildo Luis da Costa, de 28 anos, tem um mandado de prisão preventiva em aberto desde julho do ano passado, expedido pela comarca de Fundão, por porte ilegal de arma. Herenildo estava coordenando trabalhadores de uma construção, em um galpão do Bairro Planalto, quando os policiais civis mineiros o prenderam.

Natural da cidade mineira de Peçanha, no Leste de Minas, Herenildo estaria vivendo em Belo Horizonte com sua atual companheira, que é do Espírito Santo. Acusado pelos familiares da moça de mantê-la em cárcere privado, ele acabou se tornando alvo de investigação por parte dos policiais civis, que compareceram ao galpão (que servia também de residência para o casal), para apurar a denúncia.

Após a mulher negar a acusação feita contra o companheiro, a equipe verificou que não havia qualquer empecilho na Justiça mineira contra Herenildo. A consulta ao cadastro nacional, no entanto, feita por meio do novo aplicativo, permitiu constatar a existência do mandado em aberto no Espírito Santo, resultando em sua prisão.

Para o superintendente de Investigação e Polícia Judiciária da PCMG, Jeferson Botelho, o acesso ao cadastro nacional por meio do aplicativo representou um importante avanço para as polícias, sobretudo para o trabalho de equipes como a da Coordenação de Operações da Superintendência, que tem como característica atuar em investigações interestaduais de grande porte.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave