Fidel está 'consternado' com morte de García Márquez

O sentimento do líder cubano foi revelado hoje pelo vice-presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, ao assinar um livro de condolências na Embaixada da Colômbia em Havana

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O líder cubano, Fidel Castro, publicou hoje um artigo onde declara temer as mudanças climáticas e a possibilidade de uma guerra nuclear
ANGELO PETTINATI - 29.11.2011
O líder cubano, Fidel Castro, publicou hoje um artigo onde declara temer as mudanças climáticas e a possibilidade de uma guerra nuclear

O ex-presidente cubano Fidel Castro está "consternado" com a morte, na semana passada, do escritor colombiano Gabriel García Márquez.

O sentimento de Fidel foi revelado hoje pelo vice-presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, ao assinar um livro de condolências na Embaixada da Colômbia em Havana.

Díaz-Canel comentou hoje que Fidel costuma sentir profundamente a perda de seus amigos. Fidel e García Márquez eram amigos de longa data.

Fidel não fez nenhum comentário público sobre a morte de García Márquez, apesar de ter enviado uma coroa de flores ao velório na Cidade do México, onde o Nobel de Literatura residiu durante as últimas três décadas de sua vida.   

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave