Com Pelé presente, Santos anuncia parceria com Unicef

Presidente de equipe paulista considerou acordo como 'gol de placa' e lembrou gesto do Rei do Futebol ao dedicar milésimo gol às crianças

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Cerimônia ocorreu no ginásio da Vila Belmiro. Além de Pelé, outros ex-jogadores também estiveram no evento, como Pepe e Coutinho
Instagram Oficial Santos
Cerimônia ocorreu no ginásio da Vila Belmiro. Além de Pelé, outros ex-jogadores também estiveram no evento, como Pepe e Coutinho

O Santos anunciou nesta sexta-feira o firmamento de uma parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). As partes assinaram contrato de duração de três anos e o projeto tem como finalidade promover os direitos a esporte, saúde e educação às crianças e adolescentes do Brasil. A cerimônia de lançamento da parceria aconteceu no ginásio da Vila Belmiro e contou com a presença ilustre de Pelé. Ao lado do presidente em exercício do Santos, Odílio Rodrigues, e do representante da Unicef no Brasil, Gary Stahl, o Rei do Futebol esteve presente como testemunha de honra do acordo. A preocupação de Pelé com as crianças foi exaltada por Odílio Rodrigues, que chamou a parceria de "gol de placa". "Quando o Pelé fez o milésimo gol, dedicou às crianças do Brasil, chamando a atenção das autoridades para que pudessem cuidar delas. O gol de placa de agora também tem esse objetivo, cuidar das crianças e dos adolescentes." Pelé foi o único ex-jogador a sentar à mesa ao lado de Odílio e Gary Stahl, mas a grande geração do Santos, bicampeã da Libertadores e do Mundial de Clubes em 1962 e 1963, esteve representada por outros nomes: Pepe, Mengálvio, Coutinho, Abel e Dorval. Com 90 escolinhas de futebol que atendem 20 mil crianças no Brasil e no mundo, além dos 191 jovens beneficiados pelas categorias de base do clube, Odílio exaltou o papel social do Santos. "Em 102 anos de existência, o Santos sempre serviu de elemento de transformação, paz e harmonia entre as pessoas." Como parte desta parceria, o Santos exibirá a logomarca da Unicef no peito da camisa nas próximas duas partidas do Campeonato Brasileiro, contra Coritiba, sábado, no Couto Pereira e Grêmio, dia 3 de maio, na Vila Belmiro. Depois disso, a marca passará a ser usada na gola.

Leia tudo sobre: PeléfutebolSantosUnicef