Ex-técnico do Barça, Tito Vilanova morre aos 45 anos

Vilanova travou uma batalha contra um câncer localizado na garganta desde 2011

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

FC Barcelona's coach gestures after his team's victory winning the Spanish league soccer title, during a bus tour through Barcelona city, Spain, Monday, May 13, 2013. (AP Photo/Manu Fernandez)
Associated Press
FC Barcelona's coach gestures after his team's victory winning the Spanish league soccer title, during a bus tour through Barcelona city, Spain, Monday, May 13, 2013. (AP Photo/Manu Fernandez)

Ex-técnico do Barcelona, Tito Vilanova não resistiu a uma longa batalha contra um câncer na garganta e morreu nesta sexta-feira, aos 45 anos. A imprensa europeia já havia noticiado que ele tinha sido internado em estado grave na última quinta. Na ocasião, as informações davam conta de que ele havia sido operado às pressas e tido complicações gástricas após a cirurgia.

O Barcelona não deu maiores detalhes sobre o falecimento, mas o fato é que Tito Vilanova vinha lutando contra um câncer na glândula parótida, localizada na garganta, desde 2011. Foi justamente a doença a causadora de seu afastamento do futebol, no fim da temporada passada, quando deixou o clube catalão.

Em seu site oficial, o Barcelona lamentou a morte do ex-técnico e pediu privacidade à família de Tito. "O clube quer expressar os mais sentidos pêsames a sua família, com quem compartilha este momento de dor. Por vontade da família Vilanova, pedimos respeito a seu desejo de viver na mais restrita intimidade os momentos posteriores ao falecimento."

Tito Vilanova teve uma apagada passagem pelo Barcelona como jogador, mas foi como auxiliar-técnico de Pep Guardiola que ganhou notoriedade, em um momento no qual o clube conquistava todos os títulos possíveis. Com a decisão do treinador de abandonar o cargo em 2012, Vilanova foi escolhido como substituto. Mesmo com uma evidente queda em campo, o time catalão sagrou-se campeão espanhol da temporada 2012/2013.

Naquela temporada, Tito Vilanova precisou se afastar do cargo por algumas partidas para tratar do câncer em Nova York. Ele chegou a voltar ao comando do Barcelona, mas em julho de 2013, quando o time se preparava para o início de mais uma temporada, teve que abandonar de vez o futebol para fazer outro tratamento.

Em sinal de respeito ao ex-técnico, o Barcelona informou que liberará um espaço no estádio Camp Nou para que os torcedores possam prestar suas homenagens. "Nas próximas horas, o Barcelona habilitará um espaço para condolências na tribuna principal do Camp Nou, aberta a quem quiser mostrar suas lembranças e afeto pela figura de Tito Vilanova."

Leia tudo sobre: titovilanovamortecancergargantabarcelona