Déficit em conta corrente soma US$ 6,24 bi em março

De acordo com o BC, a conta de rendas ficou negativa em US$ 2 812 bilhões; a de serviços, negativa em US$ 3,658 bilhões

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O déficit em transações correntes do País somou US$ 6,248 bilhões em março, informou o Banco Central, nesta sexta-feira (25).

O resultado ficou dentro do intervalo previsto, segundo levantamento do AE Projeções, que apontava déficit entre US$ 5 500 bilhões e US$ 8,100 bilhões, mas abaixo da mediana de US$ 6 400 bilhões.

De acordo com o BC, a conta de rendas ficou negativa em US$ 2 812 bilhões. A de serviços, negativa em US$ 3,658 bilhões. Essas saídas de recursos não puderam ser compensadas por um superávit comercial de apenas US$ 112 milhões no mês e por transferências unilaterais positivas em US$ 110 milhões.

No acumulado de janeiro a março de 2014, o déficit em conta corrente soma US$ 25,186 bilhões, o equivalente a 4,71% do Produto Interno Bruto (PIB). No acumulado dos últimos 12 meses até março, o saldo está negativo em US$ 81,556 bilhões, o que representa 3,64% do PIB.

O saldo de remessas de lucros e dividendos ficou negativo em US$ 1,892 bilhão em março. As receitas (US$ 170 milhões) ficaram abaixo das remessas (US$ 2,062 bilhões) no mês passado. No mesmo período de 2013, o resultado foi uma saída líquida de US$ 2,732 bilhões. No acumulado de 2014, o saldo está negativo em US$ 5 677 bilhões, ante US$ 6,974 bilhões no mesmo período de 2013.

O BC informou ainda que as despesas líquidas com juros externos somaram US$ 949 milhões em março e US$ 3,526 bilhões no acumulado do ano. Em 2013, o gasto com juros totalizou US$ 811 milhões em março e US$ 3,146 bilhões nos primeiros três meses do ano.

Leia tudo sobre: SuperavitPIBcontasBCgoverno