Te pego lá fora

Na era WhatsApp, a conquista olho no olho ainda é frutífera? E mais: Urbanathlon, sites de moda 'para macho' e uma invasão às geladeiras dos chef's? Baixe!

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Reprodução
undefined

Está no ar a edição 22 da sua O TEMPO LIVRE, a revista virtual da Sempre Editora para iPad! Veja do que falamos nessa edição!

Capa Dois jornalistas, uma balada e o amor: tudo afundando: num século de contato sentimental intensificado por chats e redes sociais cada vez mais impessoais, dois repórteres testam na balada como o prazer da conquista muitas vezes é deixado de lado por uma ideia virtual. É mais fácil conquistar pelo WhatsApp? Leia um trecho da matéria, dos profissionais Lorena K. Martins e Lucas Simões.

“Em tempos de cutucadas do Facebook, likes em fotos de Instagram e encontros informais via Tinder, sair à caça se tornou artigo raro. Raríssimo, para ser mais exato. O bom e velho encontro é agendado via WhatsApp, com direito aos dois ‘vêzinhos’ verdes confirmando se a pessoa recebeu ou não a mensagem e à conferência do status ‘online’, que não dá para deixar de espiar. A não ser que você queria fazer um charme de ‘estou online’, mas ocupada demais para te responder". Clássico.

As velhas artimanhas da paquera, do ‘tête-à-tête’, dos três segundos (aquela teoria clássica do flerte da balada: se a pessoa corresponder durante três segundos ao seu olhar, é caixa!) e do exercício do bom papo caíram, de fato, no esquecimento. Provas? Uma singela saída para a balada. Basta ir até lá para conferir uma batalha de mulheres implorando o ‘olho no olho’ contra homens que vão à área de fumante para bater um papo com a pretendente. Via WhatsApp, é claro.

Mas eu não desisto. É por isso que resolvi – fingindo – levar um amigo jornalista para personificar como seria uma noite marcada para ‘sair à procura’. Para pegar mesmo, na real. Mas antes de beijar o primeiro sob luzes coloridas e um amontoado de pessoas no ‘empurra-empurra’, eu quis tentar paquerar. Isso, claro, sem o celular na mão”. A matéria completa, todo o raio-x da noite, você lê no iPad! Confira!

Opinião Como você paquera? Fomos às ruas para ver a opinião das pessoas…

Tendência Entre pneus, areia e andaimes, eis o Urbanathlon: você vai conhecer uma nova modalidade de corrida, que usa os obstáculos da cidade para dificultar o percurso e divertir os corredores. Leia um trecho da reportagem de Anderson Rocha!

“Há um prazer inenarrável na prática da corrida de rua. Sim: as pernas doem, o suor surge e, por um segundo, você acredita que não vai aguentar. No entanto, você vai até o fim, ultrapassando corredores e se alimentando da energia, dos sorrisos e da força de vontade de gente com idades bem mais avançadas que a sua. Quando a linha de chegada se aproxima, a alegria é única: só sabe quem já a ultrapassou. E correr não é algo muito complexo: um bom tênis, um cuidadoso alongamento, uma garrafinha d’água e, pronto, eis aí um corredor.

Imagine, então, dar um salto nas possibilidades de diversão: ao invés de participar de uma corrida, em rua limpinha e retinha, ser surpreendido por objetos, como pneus e andaimes, ou passar por um trecho de areia, desviar de táxis e de tanques de água. Esses são alguns dos obstáculos que uma Urbanathlon, ou uma maratona que se mistura com a cidade, sugere. O conceito não é novo: mais de 15 países ao redor do mundo já participaram, com cidades como Singapura, Berlim, Barcelona e Lisboa. Só nos Estados Unidos, ela é feita em Nova York, São Francisco e Chicago”. Leia tudo na edição exclusiva.

Meu Guia Sou homem e me visto bem, e daí?: na internet, sites se especializam em oferecer conteúdo informativo diversificado criado especialmente para o público masculino, tornando-se genuínos guias para o ser másculo. O foco é a moda, com frescura ou não, mas não só: lá, praticamente todos os assuntos têm espaço, sem censura.

Nesses blogs, geralmente mantidos por homens que se dispõem a dar orientações e dicas sobre estilo e comportamento para outros, há fotos, looks, vídeos e tudo o que seja do interesse varão. Conversamos com os blogueiros de BH Guilherme Pertence, do Mannen; e Diego Nunes e Saulo Medeiros, do Moda para Macho. Por Anderson Rocha.

Lista É para eles: aproveitando o tema, reunimos cinco sites sobre moda e estilo de vida para homens. Confira!

Gastrô O que tem na geladeira do chef? Para saber o que os profissionais da gastronomia reservam para o bel-prazer caseiro, O TEMPO LIVRE visitou a casa de dois dos mais renomados chefs de Belo Horizonte e, sem avisar de antemão, “assaltou” as geladeiras de Felipe Rameh, do restaurante Trindade, no bairro de Lourdes e de Guilherme Melo, do Hermengarda, no Carmo. A constatação? Você lê na reportagem de Fábio Côrrea, na revista.

A revista Para baixar O TEMPO LIVRE, revista virtual da Sempre Editora, exclusiva para iPad, procure por ela na App Store. Depois de baixá-la, abra o aplicativo e tenha acesso a todas as edições da revista, que é gratuita. Uma versão para tablets do sistema Android está em desenvolvimento. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave