Campanha dá errado em NY e atrai denúncias de abuso policial

Grupos com mais encontros negativos com a polícia, como Ocuppy Wall Street, lideram postagens

iG Minas Gerais |

Sem limites.  Uma das fotos mais tuitadas com a hashtag #myNYPD mostra policial agredindo ativistas do Occupy Wall Street em 2012
Mary Altaffer
Sem limites. Uma das fotos mais tuitadas com a hashtag #myNYPD mostra policial agredindo ativistas do Occupy Wall Street em 2012

Nova York, EUA. A intenção era gerar uma onda de postagens positivas, com fotos de policiais sorrindo ao lado de moradores e turistas. A iniciativa do Departamento de Polícia de Nova York (NYPD, na sigla em inglês) nas redes sociais, no entanto, acabou se voltando contra a corporação. Diante do pedido para que as pessoas publicassem fotos com policiais com a hashtag #myNYPD na segunda-feira, o que se viu nos últimos dois dias no Twitter, no Instagram e no Facebook foi uma avalanche de imagens de fardados usando a força para reprimir – em geral, manifestantes.

“Precisando de uma massagem? #MyNYPD tem para você!”, escreveu o usuário @guru0509, na legenda de uma foto em que um policial imobiliza um jovem no chão, segurando com força o seu braço. Outra imagem mostra um agente ajoelhado sobre o pescoço de um homem deitado no chão e, em outra, uma mulher é levada por três policiais enquanto grita.

Uma das fotos mais retuitadas foi uma da agência de notícias Associated Press em que um agente avança sobre uma multidão com um cassetete. “Aqui o #NYPD se envolve com os membros de sua comunidade, tocando corações e mentes, um cassetete por vez”, ironiza o perfil @OccupyWallStNYC.

A “adesão” nas redes sociais foi tão grande que a contra-campanha se espalhou para outras cidades norte-americanas, como Chicago e Los Angeles.

Apesar da repercussão, Kim Royster, porta-voz do NYPD, defendeu a campanha. “O Twitter oferece um fórum aberto para uma interação sem censura, e esse é um diálogo bom para a nossa cidade”, disse.

Imagens positivas. Houve quem postasse imagens positivas também. “Foto do meu passeio com os garotos do 90º distrito”, escreveu Lindsay Dixon, do perfil @poshwonderwoman, que, na foto, sorri ao lado de três simpáticos policiais. A grande maioria dos tuítes, porém, parece ser da parcela da população que não está satisfeita com a forma com que os policiais de Nova York trabalham.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave