Inscrições de chapas na FMF termina em confusão e PM precisa intervir

Eleição vai definir os cargos de presidente, vice-presidente e membro do Conselho Fiscal para o mandato de quatro anos

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

A inscrição na tarde desta quinta-feira das chapas que vão concorrer à presidência da Federação Mineira de Futebol (FMF) terminou em confusão na sede da entidade no bairro Barro Preto. Representantes dos candidatos Castellar Modesto Guimarães Neto, que tem o apoio do Atlético, e de Paulo César Freitas, apoiado pelo Cruzeiro, se desentenderam na hora de protocolar as chapas e a Polícia Militar precisou intervir para evitar mais incidentes. As inscrições foram feitas simultaneamente, o que acabou provocando a confusão.

Prevista inicialmente para acontecer no dia 28 de fevereiro, a eleição para a escolha do novo presidente da FMF foi remarcada para o dia 29 de maio. Para ser eleito, cada chapa terá de ter, obrigatoriamente, quatro assinaturas de clubes que disputam à elite do Campeonato Mineiro, três assinaturas de clubes do Módulo II e mais cinco assinaturas de ligas municipais. Após a inscrição das chapas, os interventores da FMF, o economista Fernando Aurélio Machado Costa e a contadora Sarah Santos Barbosa, vão ter agora cinco dias para avalizar as candidaturas.

A eleição vai definir os cargos de presidente, vice-presidente e membro do Conselho Fiscal para o mandato de quatro anos. O novo dirigente da FMF vai assumir a vaga deixada por Paulo Schettino, que foi afastado do cargo por determinação da justiça. O ex-dirigente foi acusado de tentar mudar o estatuto da entidade para tentar prorrogar o seu mandato até o fim do ano de 2014.