Léo não renova com Santos e anuncia aposentadoria

Veterano lateral admitiu a chateação com a direção, mas ressaltou sua história com o clube da Baixada Santista

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Léo tem 38 anos de idade e segue sem previsão de volta aos gramados
RICARDO SAIBUN/SANTOS
Léo tem 38 anos de idade e segue sem previsão de volta aos gramados

O lateral Léo anunciou nesta quinta-feira que está deixando o futebol profissional. Aos 38 anos, o jogador decidiu abandonar a carreira depois de uma reunião com a diretoria do Santos, na qual foi comunicado que seu contrato, que se encerrará no próximo dia 30, não será renovado. O veterano admitiu a chateação com a direção, mas ressaltou sua história no clube.

"Mesmo me sentindo em condições de seguir jogando, não me vejo vestindo a camisa de outro clube", comentou, em carta publicada em sua página no Facebook. "Por isso, anuncio que encerro aqui minha carreira como atleta."

Léo atuou no Americano-RJ, União São João, Palmeiras e Benfica, mas foi no Santos seu momento mais marcante e vitorioso. Foram duas passagens pelo clube da Vila Belmiro, totalizando quase dez anos. O lateral atuou em 455 partidas e se tornou o jogador que mais títulos conquistou com a camisa santista após a "era Pelé".

"Chego ao término do meu vínculo como atleta do Santos com a sensação do dever cumprido. Somando minhas duas passagens pela Vila Belmiro, foram dez anos e exatos 455 jogos em que sempre procurei dar o meu melhor em defesa do Alvinegro", apontou. "Estar na relação dos dez atletas que mais vezes vestiram a gloriosa camisa do Peixe, e ser o maior campeão após a era Pelé, com oito títulos conquistados, é motivo de grande orgulho."

O agora ex-jogador conquistou dois títulos do Campeonato Brasileiro (2002 e 2004), um da Copa do Brasil (2010), um da Libertadores (2011), um da Recopa Sul-Americana (2012) e três do Campeonato Paulista (2010, 2011 e 2012). Ele se recuperou recentemente de um problema no joelho, mas vinha sofrendo com a concorrência no elenco e tendo poucas oportunidades de atuar. Por isso, lamentou a falta de chance para mostrar seu futebol em 2014.

"Recuperado de uma lesão no joelho, sofrida no final do ano passado, vinha trabalhando forte com o restante do elenco e exatamente agora estava muito próximo das minhas condições ideais" garantiu. "Queria ter sido questionado dentro de campo e não em treinamentos. Mas essa oportunidade não foi me dada."

Recentemente, a diretoria santista deu a entender que renovaria com o jogador ao divulgar a numeração fixa das camisas para o restante da temporada, na qual Léo apareceu com o número 3. Mesmo com este aborrecimento e a decepção, ele fez questão de agradecer a diretoria do Santos e, principalmente, a torcida.

"Quero agradecer a todos os que sempre estiveram ao meu lado em todos esses anos. Meus companheiros de elenco, treinadores, integrantes da comissão técnica, demais funcionários e jornalistas que acompanharam o dia-a-dia da equipe, pela amizade e respeito na convivência durante os treinos, viagens e jogos. Meu agradecimento especial à grande nação santista. Afinal, foi por ela que disputei cada bola, vibrei com cada vitória e cada uma das grandes conquistas."

Leia tudo sobre: futebol nacionalsantospeixeaposentadorialéo