Em seu retorno, Phelps faz melhor tempo de eliminatória

Nadador de 28 anos cravou o tempo de 52s84 na última das 14 séries eliminatórias, impondo dez centésimos de diferença em relação ao segundo colocado

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Este norte-americano redimensionou a história da natação mundial ao faturar nada mais que oito medalhas durante so Jogos de Pequim, superando as sete medalhas do compatriota Mark Spitz nas Olimpíadas de Munique 1972. Além disto, Phelps pulverizou com suas braçadas sete recordes mundiais. Se ainda restam dúvidas sobre sua qualidade técnica, os números não mentem. O norte-americano é o atleta com o maior número de medalhas de ouro conquistadas em toda a história dos Jogos. Foram simplesmente 14 medalhas douradas após três olimpíadas disputadas. Será se em Londres vem mais? Phelps quer mostrar que ainda pode superar seus próprios limites antes da aposentadoria definitiva das piscinas.
Associated Press
Este norte-americano redimensionou a história da natação mundial ao faturar nada mais que oito medalhas durante so Jogos de Pequim, superando as sete medalhas do compatriota Mark Spitz nas Olimpíadas de Munique 1972. Além disto, Phelps pulverizou com suas braçadas sete recordes mundiais. Se ainda restam dúvidas sobre sua qualidade técnica, os números não mentem. O norte-americano é o atleta com o maior número de medalhas de ouro conquistadas em toda a história dos Jogos. Foram simplesmente 14 medalhas douradas após três olimpíadas disputadas. Será se em Londres vem mais? Phelps quer mostrar que ainda pode superar seus próprios limites antes da aposentadoria definitiva das piscinas.

Em sua primeira prova após a aposentadoria de 20 meses, Michael Phelps voltou às piscinas com o melhor tempo das eliminatórias dos 100 metros borboleta do Grand Prix de Mesa, disputado no Arizona. As finais em Mesa começam a ser disputadas às 21 horas (de Brasília).

O nadador de 28 anos cravou o tempo de 52s84 na última das 14 séries eliminatórias, impondo dez centésimos de diferença em relação ao segundo colocado, Ryan Lochte. Antes da competição, Phelps disse que não prometia resultados e que, em seu retorno, só queria "se divertir".

Phelps estava inscrito para disputar, também, os 100 metros livre, mas abriu mão da prova para se concentrar em uma das provas em que é especialista. Em sua última competição antes do hiato em sua carreira, o nadador conquistou o tricampeonato olímpico justamente nos 100 metros borboleta na Olimpíada de Londres, em 2012, com o tempo de 51s21.

O americano está inscrito para mais uma disputa no segundo dia de competições, na sexta-feira, os 50 metros livre. Cesar Cielo, recordista mundial da prova, fez o melhor tempo do ano durante o Troféu Maria Lenk, na quarta-feira, ao correr a piscina do Ibirapuera em 21s39.  

Leia tudo sobre: michael phelpsretornoaposentadoria