Ansiedade marca preparação de Unilever e Sesi para final da Superliga

Equipes revelam momento de expectativa nos dias que antecedem o jogo, que definirá o campeão em partida única

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Fabiana tem feito a diferença a favor do Sesi-SP nos últimos jogos
ALEXANDRE ARRUDA - CBV
Fabiana tem feito a diferença a favor do Sesi-SP nos últimos jogos

Mesmo com elencos com várias atletas experientes, Unilever-RJ e Sesi-SP não escondem a grande expectativa para a final da Superliga feminina, marcada para o próximo domingo, às 10h, no Maracanãzinho. A partida, que definirá o título em jogo único, terá transmissão ao vivo do Sportv.

“Esses dias que antecedem a final são diferentes. Tem uma adrenalina a mais e uma vontade muito grande de que domingo chegue logo, o mais rápido possível”, destaca a líbero Suelen, do time paulista. Mesmo com longa trajetória no vôlei, esta será a primeira vez que a defensora jogará a decisão, aumentando ainda mais a expectativa para o encontro.

Depois de começar o campeonato com altos e baixos, o Sesi-SP teve no Sul-Americano um momento de reviravolta na temporada. A partir dali, quando venceu o Molico-Nestlé-SP na decisão, a equipe finalmente fez valer o investimento e engrenou de vez, mostrando o desempenho esperado, mas que andava sumido.

Foi o mesmo Molico que perdeu a vaga para as paulistanas na final da Superliga, ficando de fora da decisão após 12 anos seguidos.

"Essa foi uma temporada de superação. Saímos de um momento difícil com muita união e espírito de grupo. A nossa equipe passou a acreditar no potencial que tem e os resultados apareceram”, destaca a central Fabiana, destaque do time nos últimos jogos. A central vem sendo bastante acionada na parte ofensiva e correspondendo muito bem.

O time do Unilever, já acostumado com decisões, revela que fará de tudo para não permitir o primeiro título do Sesi-SP na Superliga.

“Construímos uma história e não chegamos a décima final consecutiva por acaso. Somos um time unido, com muito coração e que treina muito forte. Sempre

torcemos e apoiamos muito uma a outra. Nosso treinador é eternamente insatisfeito e temos sempre o que evoluir. Respeitamos muito o Sesi-SP, que cresceu

muito na temporada, mas vamos entrar em quadra no domingo para buscar esse título”, relata a líbero Fabi.