Sem surpresa, Felipão adianta alguns nomes da lista

Técnico indicou que vai levar Thiago Silva, David Luiz, Fred, Julio Cesar, Ramires, Oscar e Willian para a Copa

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Apesar de plantel praticamente fechado para a Copa, Felipão ainda está de olho em algumas opções
Rafael Ribeiro/CBF
Apesar de plantel praticamente fechado para a Copa, Felipão ainda está de olho em algumas opções

A divulgação da lista de convocados da seleção brasileira para a Copa do Mundo será realizada em 7 de maio, mas o técnico Luiz Felipe Scolari já fala com naturalidade de nomes considerados certos na lista. Nesta quinta-feira, durante evento em São Paulo o treinador falou abertamente dos zagueiros David Luiz e Thiago Silva, do atacante Fred e do goleiro Julio Cesar.

No começo de sua palestra, Felipão havia explicado que além do capitão, ele escolhe outros lideres que podem fazer a diferença para o grupo, tanto dentro como fora de campo. Perguntado, então se já havia escolhido seus lideres, o treinador acabou citando outros três jogadores que terão presença certa na Copa do Mundo, além do capitão Thiago Silva. "Meus escolhidos como outros líderes são David Luiz, Julio Cesar e Fred. Eu já havia os escolhido e venho conversado um pouco mais com eles em algumas viagens", disse.

Ao comentar sobre a disputa da Liga dos Campeões, o treinador também indicou que, além de David Luiz, Oscar, Willian e Ramires também serão convocados para a Copa, ao revelar preferência para que o Chelsea, clube do quarteto brasileiro, seja eliminado pelo Atlético de Madrid nas semifinais. "Para nós, era bom que o Atlético passasse pelo Chelsea, porque eu teria quatro jogadores descansados", disse.

Felipão explicou que já tem a lista de convocados definidas e que agora só espera ver se acontece algum problema de última hora para fechá-la definitivamente. "Não tenho nenhuma dúvida na lista, mas vou esperar o fim de todos os campeonatos. De repente pode ter algum problema, como o Henrique (zagueiro do Napoli) que se acidentou de carro", disse.

O treinador da seleção brasileira, porém, garantiu que ninguém da comissão técnica e da CBF teve acesso aos nomes que ele escolheu. "Nem o Parreira (coordenador técnico), nem o Murtosa (auxiliar), nem o presidente (José Maria Marin) sabem. Não existe segredo para duas pessoas, mas não teremos grandes novidades dentro dos 23. É possível que vocês acertem 22 nomes", afirmou.

O técnico da seleção brasileira também saiu em defesa do atacante Neymar, atualmente lesionado, e que foi alvo de críticas na Espanha. Felipão avaliou que o jogador sofre com o momento difícil do Barcelona, o seu clube.

"Na seleção, ele vai ser bem recebido. A minha analise do Neymar é bem diferente da que alguns críticos espanhóis possuem. O momento do clube dele é ruim, é um clube quer também tem alguns jogadores como Piqué e Puyol. Na seleção, as características de jogo são diferentes", comentou.

No evento Futebol, Psicologia e Produção de Conhecimento, na Universidade São Judas Tadeu, em São Paulo, Felipão também garantiu não estar preocupado com a situação do volante Paulinho que agora vem sendo utilizado fora da sua posição no Tottenham. "Gosto quando o treinador põe o Paulinho em outra função porque é melhor para montar o elenco", disse.  

Leia tudo sobre: copa do mundobrasilseleçãofelipaooscarramiresthiago silvadavid luiz