Material visto na Austrália não é do avião desaparecido

O Boeing 777 da Malaysia Airlines que fazia o voo MH370, de Kuala Lumpur a Pequim, saiu de rota e desapareceu no dia 8 de março

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O material lançado à praia no sudoeste da Austrália parece não ser do avião desaparecido da Malaysia Airlines, disseram autoridades australianas nesta quinta-feira (24). O Departamento de Segurança dos Transportes australiano analisou fotografias detalhadas do material, aparentemente uma chapa de metal com rebites, e avaliou que ele não tem relação com o avião, disse o coordenador das buscas.

O Boeing 777 da Malaysia Airlines que fazia o voo MH370, de Kuala Lumpur a Pequim, saiu de rota e desapareceu no dia 8 de março. A aeronave tinha 239 pessoas a bordo. Autoridades malaias apontaram que o provável local de queda é uma área no sul do Oceano Índico.

O Centro de Coordenação da Associação de Agências de Busca também disse hoje que um submarino robótico verificou mais de 90% de uma área de buscas de 310 quilômetros quadrados, mas não encontrou nada de interesse. O submarino está criando um mapa sonar tridimensional do fundo do oceano perto de onde foram detectados sinais consistentes com os de caixas-pretas de avião.

A próxima fase das buscas provavelmente será decidida em uma semana e deve envolver o uso de equipamento comercial de sonar com varredura lateral, semelhante ao que encontrou os destroços do Titanic em 1985.

O centro também informou que 11 navios e 11 aviões irão realizar buscas em cerca de 50 mil quilômetros quadrados de superfície do oceano a noroeste de Perth nesta quinta-feira. O clima desfavorável dificultou a busca visual nos últimos dois dias. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave