Corpo de dançarino morto no Rio será enterrado nesta quinta

Douglas Rafael da Silva foi encontrado no pátio de uma creche no dia seguinte a um tiroteio entre policiais da Unidade de Polícia Pacificadora e criminosos da comunidade

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O corpo do dançarino Douglas Rafael da Silva Pereira será sepultado às 15h de hoje (24) no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na zona sul do Rio.

Ele foi encontrado morto com um tiro e vários ferimentos, na comunidade Pavão-Pavãozinho, na zona sul, na última terça-feira (22).

O corpo está sendo velado desde a tarde dessa quarta-feira (23) na Capela 7 do cemitério. De acordo com a Polícia Militar, ele foi encontrado  no pátio de uma creche no dia seguinte a um tiroteio entre policiais da Unidade de Polícia Pacificadora e criminosos da comunidade.

Dez policiais que participaram do tiroteio prestarão depoimentos à Polícia Civil e à própria Polícia Militar, que abriu um procedimento de apuração para entender como ocorreu o tiroteio na noite de segunda-feira (21).

Em comentário feito no dia 22, em sua página na rede social Facebook, a apresentadora Regina Casé, com quem Douglas trabalhava no programa Esquenta, da TV Globo, disse que está arrasada com a morte.

“Toda a família Esquenta está devastada com essa notícia terrível. Uma tristeza imensa me provoca a morte do DG, um garoto alegre, esforçado, com vontade imensa de crescer. O que dizer num momento desses? Lamentar, claro, essa violência toda que só produz tragédias assim. Que só leva insegurança às populações mais pobres do país. Agora, é impossível saber exatamente o que houve. Mas é preciso que a polícia esclareça essa morte, ouvindo todos, buscando a verdade”.

Leia tudo sobre: violênciatiroteioUnidade de Polícia PacificadoraRiomorteDG