Dilma prega internet mais global e menos dos EUA

Evento nesta quarta foi marcado por críticas às espionagens norte-americanas

iG Minas Gerais |

São Paulo. A presidente Dilma Rousseff defendeu, nesta quarta, um novo arranjo institucional para a governança global da internet que vai exigir um novo arranjo institucional e jurídico com ampla participação de todos os setores interessados, além dos tradicionais. As mudanças foram propostas na abertura da Conferência Multissetorial Global sobre o Futuro da Governança da Internet (NetMundial), que reúne autoridades internacionais e representantes do setor privado e da sociedade civil para discutir os rumos da internet.  

A presidente fez a ressalva que a gestão operacional da rede deve continuar sendo liderada pela comunidade técnica. Na avaliação de Dilma, crimes cibernéticos, violação de direitos e ameaças de ataques, temas, segundo ela, relacionados à soberania, são responsabilidade primordial dos Estados. Cabe a cada país ter instrumentos para impor penalidades aos seus cidadãos nestes casos.

Em seu discurso, Dilma Rousseff disse que é necessário criar mecanismos para permitir uma maior participação de países em desenvolvimento nas discussões sobre a governança da rede. O NetMundial debate, entre outras coisas, como estabelecer um controle mais global leia-se menos concentrado nos EUA da rede mundial. Foi idealizada pelo governo brasileiro e pela Icann (sigla, em inglês, para Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números) em resposta às denúncias de que os EUA teriam usado a rede para espionar autoridades e empresas do mundo todo, inclusive Dilma e a Petrobras. Apesar disso, o objetivo principal não é debater a prática de espionagem na rede.

Dilma criticou a espionagem eletrônica dos Estados Unidos, revelada no ano passado. “Esses fatos são inaceitáveis e continuam sendo inaceitáveis, atentam contra a própria natureza da internet”, disse. Ela agradeceu a Edward Snowden por ter revelado os casos de espionagem do governo norte-americano.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave