Promessa do Manchester United escolhe defender a Bélgica

Adnan Januzaj poderia optar por cinco seleções: Albânia, Sérvia, Bélgica, Turquia e Inglaterra, mas escolheu o país em que foi criado

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Adnan Januzaj recusou convites da seleção belga em várias ocasiões
Divulgação
Adnan Januzaj recusou convites da seleção belga em várias ocasiões

A Bélgica conquistou, nesta quarta-feira, a sua primeira vitória na Copa do Mundo. Afinal, foram os belgas os escolhidos pelo atacante Adnan Januzaj, do Manchester United, que tinha nada menos do que cinco ofertas de diferentes seleções nacionais para defender. Acabou pesando a escolha por seu país natal.

Januzaj, de 19 anos, é filho de um casal albanês que precisou fugir do Kosovo por causa da guerra e foi morar na Bélgica. Assim, ele poderia defender a Albânia, país de origem dos pais, e também a Sérvia, que é quem administra o futebol da região do Kosovo, país que os sérvios não reconhecem.

O garoto também poderia escolher a Turquia, uma vez que seus avós têm origem lá, e a própria Inglaterra, onde mora desde 2011 e que faria um esforço para antecipar sua naturalização.

A indecisão fez Januzaj nunca defender nenhuma seleção de base, tendo recusado diversas vezes convites dos belgas. Até tomar a decisão desta quarta-feira, já havia dito não inclusive à seleção adulta da Bélgica.

"Eu recebi oficialmente a confirmação de que Adnan Januzaj se colocou à disposição da seleção da Bélgica pelo resto da carreira", postou no Twitter o técnico da equipe, Marc Wilmots.

Pelas regras da Fifa, porém, Januzaj, ainda que defenda a Bélgica, ainda pode vir a jogar por Kosovo, país pelo qual ele já revelou que prefere jogar. Isso porque, quando Kosovo for reconhecido pela entidade, uma espécie de janela de transferências será aberta para que os atletas com passaporte kosovar mudem de nacionalidade esportiva.

Leia tudo sobre: Adnan Januzajbelgicaseleçãomanchester united