Foto de Suassuna deitado no chão de aeroporto causa nas redes sociais

Segundo assessor pessoal do escritor, de 86 anos, "só estava descansando um pouco porque nunca tem lugar para sentar no aeroporto e as cadeiras são desconfortáveis"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Escritor, de 86 anos, alega que deita no chão porque
Reprodução
Escritor, de 86 anos, alega que deita no chão porque "nunca tem lugar para sentar no aeroporto"
BRASÍLIA - O romancista, dramaturgo e poeta Ariano Suassuna, de 86 anos, provocou uma polêmica nesta terça-feira, 22, nas redes sociais com a publicação, por um internauta, de uma foto sua deitado no aeroporto internacional de Brasília. Suassuna, que esteve em Brasília na terça-feira da semana passada, 15, para participar da 2.ª Bienal do Livro e Leitura, foi flagrado deitado no chão da sala de embarque do aeroporto Juscelino Kubitschek, na manhã do dia seguinte, quarta-feira, 16, enquanto aguardava o seu voo para Recife, que decolaria às 10h04.   O assessor pessoal de Suassuna, Alexandre Nóbrega, que também é seu genro e o acompanhava na viagem, afirmou que ele "faz isso sempre" e que "só estava descansando um pouco". E emendou: "ele tem o hábito de deitar no chão do aeroporto. Já fez isso muitas vezes e faz em qualquer aeroporto". Questionado se Suassuna já fez isso também no exterior, Nóbrega disse que não "porque nunca saiu daqui" do País. Ainda segundo o assessor, Suassuna afirmou que "ficou muito surpreso com a repercussão de sua foto deitado no chão do aeroporto de Brasília até porque uma outra foto dele deitado no aeroporto de São Paulo também já havia sido publicada e não teve essa divulgação toda".   O assessor de Suassuna contou que o escritor alega que deita no chão porque "nunca tem lugar para sentar no aeroporto" e "as cadeiras são sempre muito desconfortáveis". Ele não lembrava se naquele dia tinha cadeira vazia se ele quisesse se sentar. Alexandre Nóbrega informou ainda que "por acaso" o voo de quarta-feira da semana passada não estava atrasado e Suassuna resolveu deitar no chão da sala de embarque "para descansar um pouco e esperar a hora do voo". E completou: "não importa por quanto tempo. Podem ser só dez minutinhos. Ele faz sempre e em qualquer lugar por isso ficou tão assustado com a repercussão".   Concessionária. A Inframérica, empresa responsável pela administração do aeroporto de Brasília, não soube dar explicações para a foto do escritor Ariano Suassuna, de 86 anos, que está circulando na internet. Segundo a Inframérica, somente com informações precisas sobre a data e o horário poderia dar esclarecimentos sobre o caso. No início da noite, com a informação da data e horário, a Inframérica disse que ia buscar imagens do local e da hora para verificar o que aconteceu, para repassar qualquer dado concreto, mas não deu resposta até o fechamento da edição.   O ministro da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco, de acordo com sua assessoria, evitou falar sobre assunto, justificando que apenas a operadora aeroportuária poderia se manifestar. Neste mesmo dia 16, quarta feira, quando Suassuna se deitou no chão do aeroporto de Brasília, antes de embarcar para Recife, a presidente Dilma Rousseff esteve inaugurando o terminal sul, uma expansão do aeroporto JK. Só que Suassuna embarcou pela manhã e a presidente foi ao terminal, às 15 horas.   O assessor de Suassuna informou ainda que uma "mocinha da Infraero" chegou a abordá-lo para perguntar se ele estava precisando de algo ou se estava sentindo alguma coisa, mas ele mesmo explicou que não era preciso se preocupar porque ele estava bem e que tinha costume de se deitar no chão do aeroporto para descansar. De acordo com informações obtidas pelo Estado, a funcionária, na verdade, era da Inframérica e teria relatado o fato para superiores, mas não sabia que se tratava de Ariano Suassuna.      

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave