Tapumes vão esconder obras inacabadas de Confins na Copa

Nem metade das intervenções ficará pronta a tempo; ritmo de trabalho não aumentou na reta final

iG Minas Gerais | Queila Ariadne |

Tapumes. De um lado, o saguão
douglas magno
Tapumes. De um lado, o saguão

Nove pontes de embarque no aeroporto de Confins: OK. Granito no saguão e nas passarelas metálicas: OK. Elevadores, banheiros e escadas rolantes: OK. Ampliação do saguão de embarque, construção de um novo terminal e expansão do pátio e da pista: ainda não. A 50 dias da Copa do Mundo, muito do que foi prometido para antes do evento, está longe de ficar pronto. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) não precisou o percentual da obra. Mas, até a última medição, em fevereiro, 42% da reforma e modernização do Terminal 1 estavam concluídos. Ou seja, menos da metade.

A previsão oficial era abril, mas, pelo ritmo da obra, o prazo não será alcançado. Na coluna da Miriam Leitão, publicado em O TEMPO no último domingo, o presidente da Infraero, Gustavo do Vale, disse que em Confins serão colocados tapumes nas extremidades não reformadas, mas garantiu que toda a parte central necessária para a Copa foi ampliada e reformada. Questionada, a Infraero esclareceu, via assessoria de imprensa, que o presidente quis dizer que serão distribuídos tapumes ao longo da obra, separando o que ainda não está pronto. E eles já estão lá, separando o saguão – que pelas previsões iniciais já deveria estar ampliado – da obra, que continua em andamento. Vale afirmou na coluna da Miriam Leitão que ainda há o Terminal 3 para voos charter, aviação executiva, aviões da Fifa e das delegações, inteiramente pronto. Só esse equipamento vai ampliar a capacidade anual de passageiros em mais 5,3 milhões. Como a capacidade atual é de 10,3 milhões, a obra atenderia com folga à estimativa de 14 milhões de passageiros para 2014. Entretanto, conforme a reportagem constatou nessa terça, este terminal, conhecido como puxadinho, ainda não está concluído. Segundo última medição, de fevereiro deste ano, o puxadinho estaria com aproximadamente 40% da obra concluída. A Marquise, construtora responsável pela modernização do Terminal 1, admite atraso e lembra os problemas que enfrentou com a demora por parte da Infraero em entregar os projetos. Por meio da assessoria de imprensa, a construtora – que em 2012 chegou a anunciar que não conseguiria entregar as obras no prazo –, está priorizando o primeiro pavimento, onde estão os balcões de check-in. A previsão é entregar essa etapa até maio. Mas, o restante, vai ficar para depois da Copa. Ainda segundo a assessoria da Marquise, o ritmo de trabalho não aumentou com a proximidade do Mundial, nem o número de trabalhadores ou de turnos. Mas a obra ficou pelo menos 8% mais cara. A ampliação do Terminal 1 estava orçada em R$ 223,9 milhões e o investimento, segundo a Infraero, será de R$ 241,77 milhões. Segundo a Infraero, o Terminal 1 ficará totalmente pronto em agosto.

Entenda as obras Terminal 1 -Início: setembro de 2011 -Previsão inicial de término: abril de 2014 -Previsão atual: agosto de 2014 Terminal 3 (Puxadinho) -Início das obras: agosto de 2013 - Previsão inicial de término: abril de 2014 - Previsão atual : maio de 2014 Pátio e Pista -Previsão de término: maio

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave