Fiat-Minas leva três pratas e um bronze no segundo dia do Maria Lenk

Equipe de Belo Horizonte somou importantes pontos na competição e está na segunda posição no ranking entre clubes

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Marcos Macedo divida a vida entre BH e Natal, onde cursa Medicina na Universidade Federal
ORLANDO BENTO
Marcos Macedo divida a vida entre BH e Natal, onde cursa Medicina na Universidade Federal

A presença do Minas Tênis Clube no Maria Lenk, que acontece nas piscinas do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, vai muito além do campeão olímpico César  Cielo.

Outros nadadores estiveram presentes nas finais e mostraram a qualidade do clube de Belo Horizonte com mais medalhas na tarde desta terça-feira.  Bons resultados do vieram com outros nadadores menos conhecidos, mas nem por isso de menor talento. Marcos Antônio Macedo conquistou a prata nos 100m borboleta com o tempo de 52s76, prova que teve os também minastenistas Vinicius Lanza e Fernando Silva.

“Gostei do meu tempo, foi o segundo melhor que já fiz. Queria ter batido o índice para o Pan-Pacífico, que é de 52s57, mas não deu. Agora é continuar treinando para manter o tempo na casa dos 52 segundos, que é muito bom”, comemora Macedo, que divide a vida entre Belo Horizonte e  Natal, onde cursa Medicina na Universidade Federal.

Renata Sander conquistou o mesmo resultado nos 200m peito, em disputa com as companheiras de clube Manuela Sampaio e Juliana Marin, que terminaram na quarta e quinta posição, respectivamente, somando importantes pontos para o Minas no ranking de clubes.

Nos 50m borboleta, a holandesa Inge Dekker ficou com a prata atrás da dinamarquesa Jeanette Gray, do Corinthians. As duas atletas comprovam uma estratégia dos clubes que costuma dar resultado ao contratar referências na natação mundial para dar sua dose de contribuição em um dos maiores campeonatos do país. Os bons resultados das gringas servem ‘apenas’ para dar pontos aos clubes, já que estas atletas não recebem medalhas por se tratar de um campeonato brasileiro. 

Outro bom resultado veio com Manuela Sampaio, que ficou em quarto lugar nos 200m peito, mas levou o bronze, já que a prova contou com a argentina Julia Sebastian, do Corinthians, na primeira posição. 

No primeiro dia de prova, o Minas já havia conquistado a prata com Manuella Lyrio, nos 200m livre e no revezamento 4x50m livre. Entre os homens, foram dois ouros, no revezamento 4x50m livre e com Nicolas Oliveira nos 200m livre.

Cielo volta a nadar nesta quarta

Principal nome da equipe do Minas Tênis Clube no Torneio Maria Lenk, o nadador e campeão olímpico César Cielo volta a entrar na água na manhã de hoje para as eliminatórias dos 50 m livre.

Se confirmar um dos oito melhores tempos, ele disputa medalha na parte da tarde. O atual recorde mundial da prova é de Cielo, com 20s91, realizado em 2009. Além disso, o brasileiro já conquistou o ouro desta prova por três vezes no Campeonato Mundial.

No primeiro dia de provas, anteontem, Cielo já havia ajudado o Minas a conquistar o ouro no revezamento 4x50 m livre ao lado de Felipe Martins, Fernando Silva e Giovane Constantino.

Cielo marcou 21s71, fazendo seu melhor tempo no ano e terceiro melhor tempo do mundo na temporada.