Suspeito de estuprar a filha de 13 anos e ter um filho com ela é preso

O suspeito confessou o crime e disse que o filho de 7 meses que a menina tem é dele; o irmão da vítima de 12 anos presenciava os abusos sexuais

iG Minas Gerais | Natália Oliveira |

A Polícia Militar (PM) prendeu nesta terça-feira (22) um homem de 36 anos suspeito de abusar sexualmente da filha de 13 anos desde que ela tinha 7 anos.  A menina tem um filho de 7 meses do suspeito. Abeildo Pereira da Silva foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com a PM, a menina contou para a vice-diretora da escola em que estuda que estava sofrendo os abusos. A docente repassou a informação ao Conselho Tutelar da cidade que acionou a polícia. A vítima repetiu a história aos policias que foram até o centro da cidade e prenderam o suspeito. Ele confessou o crime.

Segundo o sargento Martins, do 48º Batalhão da PM, a garota tem um filho de 7 meses de Silva. “Tanto a vítima quanto o suspeito confirmaram que o filho é dele. A menina contou ainda que os abusos eram frequentes e que o último foi na noite de ontem por volta das 22h30”, disse o sargento.

Ainda de acordo com a polícia, a menina contou que os abusos ocorrem desde quando ela tinha 7 anos e que o ato era feito na frente do irmão mais novo da vítima de 12 anos que nunca relatou os fatos com medo de sofrer represálias do pai.

Silva contou que a mãe das crianças saiu de casa há cerca de dois anos e a família acredita que ela mora em Contagem, também na região metropolitana da capital. A família não soube informar o motivo do desaparecimento. Eles também não informaram aos militares se a mãe já tinha presenciado algum abuso. 

Vizinhos da casa da família onde a vítima era abusada, disseram a PM que não sabiam sobre os abusos sofridos pela menina.

A vítima irá passar por exame de corpo e delito. O suspeito foi levado a delegacia onde irá prestar depoimento. Ele não tem passagens pela polícia por outros crimes. A menina e o irmão dela vão ficar a disposição do Conselho Tutelar. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave