Rússia deve "parar de falar e começar a agir", diz vice americano

Biden disse que país precisa agir rapidamente, acrescentando que os EUA "não vão permitir que esse seja um processo que fique em aberto"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

MARK HUMPHREY/ASSOCIATED PRESS
undefined

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, advertiu a Rússia nesta terça-feira (22) que "é hora de parar de falar e começar a agir" para reduzir a tensão política na Ucrânia, oferecendo uma demonstração de apoio ao governo interino em meio às dúvidas em relação ao cumprimento dos termos do acordo pela paz no país selado na semana passada.

Ao lado do primeiro-ministro interino ucraniano, Arseniy Yatsenyuk, Biden pediu para que Moscou incentive os separatistas pró-Rússia do leste da Ucrânia para desocupar prédios do governo e postos de controle, aceitarem a anistia e "as suas queixas políticas".

Biden disse que a Rússia precisa agir rapidamente, acrescentando que os EUA "não vão permitir que esse seja um processo que fique em aberto".

O premiê interino da Ucrânia foi mais duro em sua caracterização da Rússia. "Nenhum país deve ser capaz de se comportar como um bandido armado", disse Yatsenyuk. "A Rússia deve manter seus compromissos e obrigações internacionais. Eles não devem se comportar como gângsteres do século moderno."

Mais cedo, o vice-presidente dos Estados Unidos anunciou um pacote adicional de US$ 50 milhões para ajudar nos processos de reformas política e econômica. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave